Teste das microbolhas estáveis no líquido amniótico de recém-nascidos prematuros para predição da maturidade pulmonar

Márcio da Silva Pereira, Dayse Caroline Martírios Luz, Roberto Eduardo Donoso Rivero, Michaella Fernandes Alencar, Silvana Céspedes Gómez, Gloria Liz Becerra Naccha, Ana Maria Viola Rensi, Ana Flávia Moura Mendes, Cláudio Marcio Fiorenza de Souza, Maria Rita Carvalho de Freitas Amorim, Arthur Luiz Carvalho de Amorim, Paulo Brandão Sakr Khouri, Lucas Amaral Druzian

Resumo


Introdução À medida que o tratamento profilático ou precoce com surfactante mostrou-se vantajoso nos recém-nascidos prematuros com imaturidade pulmonar renovou-se o interesse na busca de testes diagnósticos nesta área. Objetivo Avaliar o desempenho do TME no aspirado gástrico, na predição da síndrome do desconforto respiratório (SDR) em recém-nascidos prematuros. Material e Método: Foi coletado aspirado gástrico em partos prematuros ocorridos no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), no período compreendido entre julho de 2015 a julho de 2017 e realizado o TME nesse material. Resultados A idade média dos recém-nascidos foi de foi de 30,02 ± 1,98 semanas e a média do peso e o desvio padrão foi 2019,50 ± 573,2 gramas. Considerando-se importâncias iguais para sensibilidade e especificidade, o corte de melhor desempenho para o TME foi de 9 μb/mm2. Levando em consideração esse ponto de corte, a sensibilidade encontrada foi de 100% (IC 95%: 96 -100) e a especificidade de 90% (IC 95%: 68-99). Conclusão: O TME no aspirado gástrico de prematuros tem alta sensibilidade e especificidade para predizer a SDR. O valor da sensibilidade encontrado neste estudo (100%) foi o maior já relatado na literatura mundial, levando-se em consideração a utilização de apenas um único teste (TME) em diferentes amostras. O TME no aspirado gástrico apresenta um excelente desempenho para predizer a SDR, similar aos demais testes mais sofisticados descritos na literatura, como por exemplo, a contagem de corpos lamelares.

Descritores: Técnicas e Procedimentos Diagnósticos; Proteínas Associadas a Surfactantes Pulmonares; Líquido Amniótico; Recém-Nascido Prematuro.


Texto completo:

PDF

Referências


Eckert Seitz E, Fiori HH, Luz JH, Fiori RM. Stable microbubble test on tracheal aspirate for the diagnosis of respiratory distress syndrome. Biol Neonate. 2005; 87(2):140-4.

Reuter S, Moser C, Baack M. Respiratory distress in the newborn. Pediatr Rev. 2014; 35(10):417-28.

Pattle RE, Kratzing CC, Parkinson CE, Graves L, Robertson RD, Robards GJ et al. Maturity of fetal lungs tested by production of stable microbubbles in amniotic fluid. Br J Obstet Gynaecol. 1979; 86(8):615-22.

Roiz-Hernandez J, Navarro-Solis E, Carreon-Valdez E. Lamellar bodies as a diagnostic test of fetal lung maturity. Int J Gynaecol Obstet. 2002;77(3):217-21.

Fiori HH. Profilaxia Seletiva com Surfactante em Prematuros Nascidos com ≤31 Semanas de Idade Gestacional Usando o Teste de Microbolhas Estáveis no Aspirado Gástrico [tese]. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Faculdade de Medicina – PUCRS; 2005.

Pattle RE. Properties, function and origin of the alveolar lining layer. Nature. 1955; 175(4469):1125-6.

Dubin SB. Characterization of amniotic fluid lamellar bodies by resistivepulse counting: relationship to measures of fetal lung maturity. Clin Chem. 1989; 35(4):612-6.

Teeratakulpisarn J, Taksaphan S, Pengsaa K, Wiangnon S, Kosuwon W. Prediction of idiopathic respiratory distress syndrome by the stable microbubble test on gastric aspirate. Pediatr Pulmonol. 1998; 25(6):383-9.

Boo NY, Cheong KB, Cheong SK, Lye MS, Zulfiqar MA. Usefulness of stable microbubble test of tracheal aspirate for the diagnosis of neonatal respiratory distress syndrome. J Paediatr Child Health. 1997; 33(4):329-34.

Mehrpisheh S, Mosayebi Z, Memarian A, Kadivar M, Nariman S, Ostadrahimi P et al. Evaluation of specificity and sensitivity of gastric aspirate shake test to predict surfactant deficiency in Iranian premature infants. Pregnancy Hipertens. 2015;5(2):182-6.




DOI: http://dx.doi.org/10.21270/archi.v7i2.2605

Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE