Tratamento de recessão gengival classe iii com enxerto de tecido conjuntivo desepitelizado fora da boca: relato de caso

Luiz Henrique Braz Ferreira, Itamar da Silva Nunes, Elaine Patrícia Lima Silva, João Nilton Lopes de Sousa

Resumo


Introdução: A recessão gengival é uma condição que pode ocorrer em indivíduos com higiene bucal satisfatória ou não, caracterizada pelo envolvimento de duas estruturas anatômicas: a gengiva marginal e o osso alveolar vestibular adjacente. Apresenta-se na forma de deiscência gengival juntamente com a crista óssea, apresentando classificação que varia de acordo com o tipo e o tamanho da recessão, podendo ser tratados com reposicionamento da margem gengival e/ou com enxerto. Objetivo: o objetivo deste trabalho é relatar um caso clínico de um recobrimento radicular de recessão gengival classe III utilizando enxerto autógeno desepitelizado fora da boca com retalho posicionado coronalmente. Relato do caso clínico: Paciente do gênero feminino, 53 anos, compareceu a Clínica Escola de Odontologia da Universidade Federal de Campina Grande, com queixa de exposição da raiz do elemento 23, foi feito anamnese e avaliação clínica da gengiva da paciente, apresentando profundidade de sondagem de 4mm, mucosa queratinizada de 11mm, largura de 5mm e gengiva inserida de 9mm. Utilizando-se desses dados clínicos, confeccionou-se um retalho no elemento 23, de modo que não fosse modificado por tensão na musculatura bucal, em espessura parcial com incisões verticais relaxantes divergentes no sentido apical. O retalho foi deslocado coronalmente sobre o enxerto de tecido conjuntivo do palato na região de 1º pré-molar até 1º molar direito, realizando a desepitelização do mesmo fora da boca, para recobrir a recessão classe III. O procedimento foi realizado sem intercorrências e no pós-operatório tardio, o paciente evolui bem. Conclusão: o recobrimento de recessões gengivais classe III utilizando enxerto autógeno é de grande valia, pois o mesmo apresenta altas taxas de sucesso e diminui de maneira considerável as complicações no pós-operatório, que regem de maneira direta e indireta as chances de insucesso da técnica.

Texto completo:

PDF


Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE