A fissura labiopalatina é uma limitação para instalação de implantes dentários? Revisão sistemática com meta-análise

Magalhaes KMF, Oshiro TY, Lopes JFS, Azevedo RMG, Pinto JHN, Santiago Junior JF

Resumo


Os pacientes que apresentam fissuras labiopalatinas operados podem receber a instalação de implantes osseointegráveis para fins de reabilitação oral. Todo o processo de elaboração sobre o planejamento reabilitador para este grupo de paciente exige toda participação de uma equipe que apresente diversos profissionais da área de Odontologia. A literatura não apresenta um consenso se pacientes com fissuras labiopalatinas operados apresentariam uma taxa maior de complicações mecânicas e biológicas, falhas de implantes, quando comparados a pacientes que não apresentam fissura. Assim, o objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática com meta-análise a fim de se compreender melhor a taxa de sobrevivência de implantes dentários neste grupo de pacientes. As bases de dados PubMed, Cochrane, Web of Science e SciELO foram empregadas a fim de se selecionar os estudos pertinentes da área. O software Comprehensive Meta-analysis foi empregado para a análise estatística, considerando um nível de significância de 5%. Os resultados indicaram uma previsibilidade de implantes instalados em pacientes com fissuras labiopalatinas operados (Falha precoce: 5,9% e tardia: 7,7%). A taxa de sobrevivência média foi de 91,32%. A meta-análise não indicou diferença significativa na comparação de fracasso de implantes instalados na região de fissura vs. outras regiões. A perda óssea marginal registrada apresentou parâmetros de normalidade para a especialidade (1,649 mm). Esta revisão sistemática indicou então que há previsibilidade na instalação de implantes para a reabilitação oral de pacientes com fissura labiopalatinas, porém deve realizar um adequado planejamento previamente á cirurgia.

Descritores: Implantes Dentários; Fissura Palatina; Revisão Sistemática; Tecido Ósseo.


Texto completo:

PDF


Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE