Impacto da osteoartrose de joelho na capacidade funcional e qualidade de vida de pacientes atendidos em um município de Pernambuco, Brasil

Ruan Emerson Rodrigues, Paulo Henrique Meira Duarte, Cleyton Ânderson Leite Feitosa

Resumo


Introdução: A osteoartrose é definida como uma patologia de aspecto crônico-degenerativa que agride a cartilagem articular, gerando dor, edema, rigidez matinal, redução da amplitude de movimento e influenciando diretamente na capacidade funcional e em aspectos da qualidade de vida. Objetivo: Investigar o perfil sociodemográfico e o impacto da osteoartrose de joelho na capacidade funcional e qualidade de vida dos pacientes residentes da Cidade de Serra Talhada - PE. Material e método: Trata-se de um estudo descritivo, de corte transversal e natureza quantitativa, que foi realizado na rede municipal de fisioterapia na cidade de Serra Talhada em Pernambuco. Foram empregados os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico, a escala visual analógica para mensurar a dor, o Western Ontario McMaster Universities Osteoarthritis Index para avaliar a capacidade funcional e o Short-Form 36 para analisar a qualidade de vida. Resultado: A amostra foi composta por 26 indivíduos com média de idade de 63,4 anos, constituída de 80,7% de mulheres e 19,3% de homens. As atividades com maior limitação física foram calçar meias e subir escadas e as menos afetadas foram caminhar e fazer compras. Os aspectos de qualidade de vida mais acometidos foram a capacidade funcional e o estado geral de saúde. Conclusão: Foi verificado que indivíduos com osteoartrose de joelho apresentam dor intensa nessa articulação, com limitação funcional para determinadas atividades cotidianas afetando diretamente alguns aspectos da qualidade de vida.

Descritores: Osteoartrite; Joelho; Qualidade de Vida; Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde.

Referências

  1. Xavier APS. Acupuntura em pacientes com osteoartrite de joelho. [monografia]. Montes Claros: Faculdade de Educação, Ciência e Tecnologia; 2007
  2. Vasconcelos KSS, Dias JMD. Relação entre intensidade de dor e capacidade funcional em indivíduos obesos com osteoartrite de joelho. Rev bras fisioter. 2006;10(2):213-18.
  3. Silveira MM, Sachetti A, Vidmar MF, Venâncio G, Tombini DK, Sordi S et al. Perfil epidemiológico de idosos com osteoartrose. R Ci méd biol. 2011;9(3):212-15.
  4. Menken M, Munsat TL, Toole JF. The global burden of disease study: implications for neurology. Arch neurol. 2000;57(3):418-20.
  5. Figueiredo Neto EM, Queluz TT, Freire BFA. Atividade física e sua associação com qualidade de vida em pacientes com osteoartrite. Rev Bras Reumatol. 2011;51(6):544-49.
  6. Cassettari MR. Osteoartrose em joelhos como fator limitante para a qualidade de vida em idosos [dissertação]. São Paulo: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - UNIFESP; 2008.
  7. Silva F, Goes P. Efeitos da Fisioterapia Aquática na dor e função musculoesquelética de idosos com osteoartrite de joelho [monografia]. Belo Horizonte. Curso de Fisioterapia - Universidade Federal de Minas Gerais UFMG; 2008.
  8. Gomes WF. Impacto de um programa estruturado de fisioterapia aquática em idosas com osteoartrite de joelho [dissertação]. Belo Horizonte: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG; 2007.
  9. Page CJ, Hinman RS, Bennell KL. Physiotherapy management of knee osteoarthritis. Int J Rheum Dis. 2011;14(2):145-51.
  10. Silva MP, Barros CAM. Benefícios de um programa de exercícios funcionais no tratamento da osteoartrite de joelho. Saúde. 2012; 1(1):23-42.
  11. Zacaron KAM, Dias JMD, Abreu NS, Dias RC. Nível de atividade física, dor e edema e suas relações com a disfunção muscular do joelho de idosos com osteoartrite. Rev bras fisioter. 2006;10(3):279-84.
  12. Matos DR, Araujo TCCF. Qualidade de vida e envelhecimento: questões específicas sobre osteoartrose. Psico Estud 2009;14(3):511-18.
  13. Araujo ILA. Qualidade de Vida e Independência Funcional em Portadores de Osteoartrite do Joelho. Bahia [dissertação]. Salvador: Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública da Bahia - Bahiana; 2014.
  14. Marchon RM, Cordeiro RC, Nakano MM. Capacidade Funcional: estudo prospectivo em idosos residentes em uma instituição de longa permanência. Rev bras geriatr gerontol. 2010;13(2):203-14.
  15. Sutbeyaz ST1, Sezer N, Koseoglu BF, Ibrahimoglu F, Tekin D. Influence of knee osteoarthritis on exercise capacity and quality of life in obese adults. Obesity (Silves Spring). 2007; 15(8):2071-76.
  16. Farinati PTV. Avaliação da autonomia do idoso: definição de critérios para uma abordagem positiva a partir de um modelo de interação saúde-autonomia. Arq Geriatr Gerontol. 1997;1:1-9.
  17. Alves LC, Leimann BCQ, Vasconcelos MEL, Carvalho MS, Vasconcelos AGG, Fonseca TCO et al. Influência das doenças crônicas na capacidade funcional de idosos. Cad Saúde Pública 2007;23(8):1924-30.
  18. OMS. Organização Mundial da Saúde. Divisão de saúde mental, grupo whoqol. 1997. Disponível em: http://www.ufrgs.br/psiquiatria/psiq/whoqol 1.html. Acesso em 20 ago, 2016.
  19. Appolinário F. Metodologia da ciência: filosofia e prática da pesquisa. 2. ed. São Paulo: Cengage; 2012.
  20. Scott J, Huskisson EC. Vertical or horizontal visual analogue scales. Ann Rheum Dis. 1979;38(6):560.
  21. Fernandes MI. Tradução e validação do questionário de qualidade de vida específico para osteoartrose WOMAC (Western Ontario McMaster Universities) para a língua portuguesa [dissertação]. São Paulo: Faculdade de Medicina – UNIFESP; 2003.
  22. Yilmaz F, Sahin F, Ergoz E, Deniz E, Ercalik C, Yucel SD et al. Quality of life assessments with SF 36 in different musculoskeletal diseases. Clin rheumatol. 2008;27(3):327-32.
  23. Turner-Bowker DM, DeRosa MA, Ware JE Jr. SF-36® Health Survey. In S. Boslaugh (Ed.), Encycl Epidemiol, v. 2. Thousand Oaks, CA: Sage Publications; 2008.
  24. Lopes D, Santos SL. Avaliação da funcionalidade em idosos com osteoartrose de joelho [monografia] Bragança Paulista: Curso de Fisioterapia, Universidade São Francisco - USF; 2007.
  25. Hootman JM, Macera CA, Ham SA, Helmick CG, Sniezek JE. Physical activity levels among the general US adult population and in adults with and without arthritis. Arthritis Rheum. 2003;49(1):129-35.
  26. Steultjens MP, Dekker J, Bijlsma JW. Avoidance of activity and disability in patients with osteoarthritis of the knee: the mediating role of muscle strength. Arthritis Rheum. 2002; 46(7):1784-88.
  27. Messier SP, Gutekunst DJ, Davis C, DeVita P. Weight loss reduces knee-joint loads in overweight and obese older adults with knee osteoarthritis. Arthritis Rheum. 2005;52(7):2026-32.
  28. Alves JC, Bassitt DP. Qualidade de vida e capacidade funcional de idosas com osteoartrite de joelho. Einstein 2013;11(2):209-15.
  29. Sencovici L. Análise postural e atividade eletromiográfica em pacientes com osteoartrite de joelho [dissertação]. Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo (USP); 2009.
  30. Sharma L, Kapoor D, Issa S. Epidemiology of osteoarthritis: an update. Cur Opin Rheumatol. 2006; 18(2):147-56.
  31. Camanho GL. Tratamento da osteoartrose do joelho. Rev Bras Ortop. 2001; 36(5):135-40.
  32. Kellgren JH, Lawrence JS. Radiological assessment of osteoarthritis. Ann Rheum Dis 1957; 16:494-501.
  33. Alfredo PP. Eficácia da laserterapia de baixa intensidade associada a exercícios em pacientes com osteoartrose de joelho: estudo randomizado e duplo-cego [tese]. São Paulo: Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo - USP; 2011.
  34. Thumboo J, Chew LH, Lewin-Koh SC. Socioeconomic and psychosocial factors influence pain or physical function in Asian patients with knee or hip osteoarthritis. Ann Rheum Dis. 2002;61(11):1017-20.
  35. Camanho GL, Imamura M, Arendt-nielsen L. Gênese da dor na artrose. Rev Bras Ortop, 2011;1(46):7-14.
  36. Chapple C. Physiotherapy for osteoarthritis of the knee: predictors of outcome at one year [tese]: Nova Zelândia: Universidade de Otago; 2011.
  37. Hassan B, Mockett S, Doherty M. Static postural sway, proprioception, and maximal voluntary quadriceps contraction in patients with knee osteoarthritis and normal control subjects. Ann Rheum Dis. 2001;60(6):612-18.
  38. Watanabe H, Urabe K, Takahira N, Ikeda N, Fujita M, Obara S et al. Quality of life, knee function, and physical activity in Japanese elderly women with early-stage knee osteoarthritis. J Orthop Surg (Hong Kong). 2010;18(1):31-4.
  39. Silva ALP, Imoto DM, Croci AT. Estudo comparativo entre a aplicação de crioterapia, cinesioterapia e ondas curtas no tratamento da osteoartrite de joelho. Acta ortop bras. 2007;  15(4):204-9.
  40. Aǧlamiş B, Toraman NF, Yaman H. Change of quality of life due to exercise training in knee osteoarthritis: SF-36 and WOMAC. J Back Musculoskeletal Rehabil. 2009;22(1):43-5, 47-8.
  41. Imoto AM, Peccin MS, Trevisani VFM. Exercícios de fortalecimento de quadríceps são efetivos na melhora da dor, função e qualidade de vida de pacientes com osteoartrite do joelho. Acta Ortop Bras. 2012;20(3):174-79.
  42. Pedrinelli A, Garcez-Leme LE, Nobre RSA. O efeito da atividade física no aparelho locomotor do idoso. Rev bras ortoped. 2009;44(2):96-101.
  43. Majani G, Giardini A, Scotti A. Subjective impact of osteoarthritis flare-ups on patients' quality of life. Health Qual Life Outcomes. 2005;3:14.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21270/archi.v8i7.4604

Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE