A importância do acompanhamento clínico de lesões brancas potencialmente malignas em mucosa labial: relato de caso

Vanessa Einsfeld, Ana Claudia Ramos, Beatriz Barbosa, Alberto Zen, Grasieli de Oliveira Ramos, Acir José Dirschnabel

Resumo


Introdução: Quando estamos frente às lesões potencialmente malignas, torna-se imprescindível o acompanhamento rigoroso dessas lesões, pois são lesões frequentes e com risco de transformação maligna consideravelmente relevante, a leucoplasia e a queilite actínica, são as lesões mais comuns encontradas na cavidade bucal. Objetivo: relatar um caso de lesão potencialmente maligna em mucosa labial. Relato de caso: Paciente sexo masculino compareceu à clínica de Diagnóstico VI da Universidade do Oeste de Santa Catarina, com a presença de lesão branca em lábio inferior, o mesmo já se encontrava em acompanhamento há seis anos, com diagnóstico prévio de queilite actínica sem atipia celular (duas biópsias prévias). Aposentado, trabalhava anteriormente como agricultor, ex-fumante e ex-etilista. Clinicamente observava-se lesão esbranquiçada, com aspecto verruciforme, localizada em lábio inferior, medindo 2 cm no maior diâmetro. Além disso, o lábio encontrava-se endurecido, com aspecto roliço. Duas hipóteses de diagnóstico foram levantadas: queilite actínica associada a leucoplasia e carcinoma verrucoso. O paciente foi submetido à nova biópsia incisional. No laudo constatou-se tratar de queilite actínica com displasia epitelial leve e o tratamento proposto foi o uso de protetor labial FPS30, além de acompanhamento clínico semestral. Conclusão: O acompanhamento desse caso clínico foi possível observar alteração no perfil citológico, onde nas primeiras biópsias não era possível observar atipia celular e na biópsia mais recente foi observado uma displasia epitelial leve, portanto o acompanhamento das lesões potencialmente malignas é fundamental para prevenir sua transformação maligna, e uma nova biópsia deve ser realizada sempre que for observada alteração no aspecto clínico da lesão.

Descritores: Leucoplasia; Queilite; Biópsia; Lábio.

Referências

  1. Pindborg JJ, Reichart PA, Smith CJ, Van der Waal I. World Health Organization International histological classification of tumours. Histological typing of câncer and precancer of the oral mucosa. Berlin: Springer; 1997.
  2. Marley JJ, Linden GJ, Cowan CG, Lamey PJ, Warnakulasuriya KAAS, Scully C. Management of potentially malignant oral mucosa lesions by consultant UK oral and maxillofacial surgeons.  Br J Oral Maxillofac Surg. 1996;34(1):28-36.
  3. Neville BW, Dam DD, Allen CM, Chi AC . Patologia oral e maxilofacial. 3. ed. Rio de Janeiro; 2016.
  4. Warnakulasuriya S, Johnson NW, van der Waal I. Nomenclature and classification of potentially malignant disorders of the oral mucosa. J Oral Pathol Med. 2007;36(10):575-80.
  5. Gupta PC, Murti PR, Bhonsle RB, Mehta FS, Pindborg JJ. Effect of cessation of tobacco use on the incidence of oral mucosal lesions in a 10-yr follow-up study of 12.212 users. Oral Dis. 1995;1(1):54-8.
  6. Maito FDM. Avaliação da expressão do PCNA no epitélio lingual de camundongos submetidos à ingestão e aplicação tópica de álcool a 40 GL [dissertação]. Porto Alegre: Faculdade de Odontologia – UFRGS;2001.
  7. Markopoulos A, Albanidou-Farmaki E, Kayavis I. Actinic cheilitis: clinical and pathologic characteristics in 65 cases. Oral Dis. 2004;10(4):212-16.
  8. Cintra JS, Torres SCM, Silva MBF, Manhães Júnior LRC, Silva Filho JP, Junqueira JLC. Queilite Actínica: estudo epidemiológico entre trabalhadores rurais no município de Paracaia SP. Ver Assoc Paul Cir Dent. 2013;67(2):118-21.
  9. Greespan D, Jordan RCK. The white lesions that kills – aneuploide dysplastic oral leukoplakia. N Engl J Med. 2004;350(14):1382-84.
  10. Bánóczy J. Follow-up studies in oral leukoplakia. J Maxillofac Surg. 1977;5(1):69-75.
  11. Huber MA. White oral lesions, actinic cheilitis, and leukoplakia: confusions in terminology and definition: facts and controversies. Clin Dermatol. 2010;28(3):262-68.
  12. Reibel J. Prognosis of oral pre-malignant lesions: significance of clinical, histopathological and molecular biological characateristics. Crit Rev Oral Biol Med. 2003;14(1):47-62.
  13. Scheifele C, Reichart PA, Oral leukoplakia in manifest squamous epithelial carcinoma. A clinical prospective study of 101 patients, Mund Kiefer Gesichtschir. 1998;2(6):326-30.
  14. Schepman K, der Meij E, Smeele L, der Waal I. Concomitant leukoplakia in patients with oral squamous cell carcinoma. Oral Dis. 1999;5(3):206-9.
  15. Kaugars GE, Pillion T, Svirsky JA, Page DG, Burns JC, Abbey LM. Actinic cheilitis: a review of 152 cases. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Endod. 1999;88(2):181-86.
  16. Abreu MAMA, Silva OMP, Pimentel DRN, Hirata CHW, Weckx LLM, Alchorne MMA et al. Actinic cheilitis adjacent to squamous carcinoma of the lips as an indicator of prognosis. Braz J Otorhinolaryngol. 2006;72(6):767-71.
  17. Patrício JFC. Evolução das lesões pré-malignas orais: orientações para os médicos dentistas [dissertação]. Porto: Universidade do Porto; 2011.
  18. Shah AY, Doherty SD, Rosen T. Actinic cheilitis: a treatment review. Int J Dermatol. 2010; 49(11):1225-34.
  19. Pimenta FJ, Cordeiro GT, Pimenta LGGS, Viana MB, Lopes J, Gomez MV et al.  Molecular alterations in the tumor suppressor gene WWOX in oral Leukoplakias. Oral Oncol. 2008;44(8):753-58
  20. Paulo LFB, Rosa RR, Rocha MA, Durighetto Junior AF. Incidência e prevalência das lesões brancas associadas ao tabagismo atendidos no ambulatório da Unidade de Diagnóstico Estomatológico da Universidade Federal de Uberlândia no período de 1997 a 2008. Horizonte Cientifico. 2011;2:1-20.
  21. Gandolfo S, Pentenero M, Broccoletti R, Pagano M, Carrozzo M, Scully C. Toluidine blue uptake in potentially malignant oral lesions in vivo: clinical and histological assessment. Oral Oncol. 2006;42(1):89-95.
  22. Mashberg A, Samit A. Early diagnosis of asympomatic oral and oropharyngeal squamous cancers. CA Cancer J Clin. 1995;45(6):328-51.
  23. Mendes SF, Ramos GO, Rivero ERC, Modolo F, Grando LJ, Meurer MI. Techniques for precancerous lesion diagnosis. J Oncol. 2011. ID 326094.
  24. Dib LL, Kowalski LP, Curi MM. Lesões cancerizáveis de boca. In: Kowaski LP, Anelli A, Salvajoli JV, Lopes LF. Manual de condutas diagnosticas e terapêuticas em oncologia. 2.ed. São Paulo: Âmbito Editores; 2002.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21270/archi.v8i12.4644

Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE