Histórico de quedas e acessibilidade do idoso em instituições de longa permanência

Cléa Adas Saliba Garbin, Artênio José Isper Garbin, Renata Colturato Joaquim Gatto, Luiz Fernando Tano, Tânia Adas Saliba Rovida

Resumo


Introdução: o fenômeno do envelhecimento enfrenta alguns desafios, pois o aumento da expectativa de vida gera preocupação, principalmente, em relação à qualidade de vida e o bem-estar dos idosos. Objetivo: verificar a frequência de quedas dos internos das Instituições de Longa Permanência para Idosos de um município do noroeste paulista, bem como, avaliar as condições de acessibilidade destas instituições e a visão de seus dirigentes em relação a essa temática. Material e Método: estudo observacional transversal descritivo. Foram coletadas informações pessoais e médicas nos prontuários dos internos; as informações referentes à condição de infraestrutura das instituições foram avaliadas utilizando um formulário baseado no Instrumento de Avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Os dirigentes foram entrevistados tendo por base em um roteiro que continha questões referentes às condições físicas da instituição e quedas dos idosos. Resultados: dos 150 internos 15,33% sofreram queda no período estudado. A maioria ocorreu no corredor (30,4%). O piso estava adequado em 52,2% dos casos. No que diz respeito à infraestrutura das instituições, 75% havia banheiro sem desnível e com barra de apoio na bacia e no chuveiro; 75% possuíam pisos antiderrapante e em 25% não havia rampas com sinalização e/ou corrimão. Quanto à fala dos dirigentes, 50% relataram que a infraestrutura das instituições estava adequada e todos relataram casos de queda entre os idosos. Conclusão: a maioria das instituições oferece infraestrutura adequada para os internos, ainda assim as quedas são frequentes, no entanto sem registros de consequências graves, na maioria dos casos.

Descritores: Instituição de Longa Permanência para Idosos; Acidentes por Quedas; Estruturas de Acesso; Riscos Ambientais.


Texto completo:

PDF

Referências


Gonçalves LG, Vieira ST, Siqueira FV,Hallal PC. Prevalência de quedas em idosos asilados do município de Rio Grande, RS. Rev Saúde Pública. 2008;42(5):938-45. (Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/rsp/v42n5/6845.pdf)

Perracini MR. Prevenção e manejo de quedas. In: Ramos LR, coordenador. Guia de geriatria e gerontologia. Barueri: Manole; 2005.

Alves Rezende LGR, Louzada MJQ. Quedas no paciente idoso: o papel do ortopedista na prevenção. Arch Health Invest. 2015; 4(2): 25-34 (Disponível em: http:// archhealthinvestigation.com.br/ index.php /ArcHI/ article/view/892)

Piovesan AC, Pivetta HMF, Peixoto JMB. Fatores que predispõem a quedas em idosos residentes na região oeste de Santa Maria, RS. RevBrasGeriatrGerontol.2011;14(1):75-83. (Disponível em: http://www.scielo.br / scielo.php? pid=S1809-98232011000100009& script= sci_arttext)

Kallin K, Lundin-Olsson L, Jensen J, Nyberg L, Gustafson Y. Predisposing and precipitating factors for falls among older people in residential care. Public Health. 2002;116(5):263-71. (Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0033350602900168)

Cumming G, Klineberg J. Fall frequency and characteristics and the risk of hip fractures. J AmGeriatr Soc. 1994;42(7):774-8. (Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1532-5415.1994.tb06540.x/abstract;jsessionid=1F5C4AF768EC9EB50D451F0E68BEC7C2.f04t02?userIsAuthenticated=false&deniedAccessCustomisedMessage= )

Maia BC, Viana PS, Arantes PMM, Alencar MA. Consequências das quedas em idosos vivendo na comunidade. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2011;14(2):381-93. (Disponíel em: http://www.scielo.br /pdf/rbgg/v14n2 /v14n2a17.pdf )

Masud T, Morris RO. Epidemiology of falls. Age Ageing. 2001;30(Suppl4):3-7. (Disponível em: http://www.researchgate.net/profile/Rob_Morris2/publication/11587628_Epidemiology_of_falls/links/543d13d50cf20af5cfbfa4a7.pdf )

American Geriatrics Society, British Geriatrics Society, American Academy of Orthopaedic Surgeons Panel on Falls Prevention. Guidelines for the prevention of falls in older persons. J Am Geriatr Soc. 2001;49(5):664-72. (Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1046/j.1532-5415.2001.49115.x/abstract )

Chen Y, Hwang S, Chen L, Chen D, Lan C. Risk factors for falls among elderly men in a veterans home. J Chin Med Assoc. 2008;71(4):180-5. (Disponível em: http://www.sciencedirect.com /science/article/pii/S1726490108701011 )

Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Seção São Paulo. Instituição de longa permanência para idosos: manual de funcionamento. São Paulo: SBGG; 2003. (Disponível em:

Brasil. Ministério da Saúde. Estatuto do Idoso. Brasília: Ministério da Saúde; 2003.

Chang JT, Morton SC, Rubenstein LZ, MojicaWA, Maglione M, Suttorp MJ, et al. Interventions for the prevention of falls in older adults:systematic review and meta-analysis of randomised clinical trials.BMJ.2004;328(7441):680. (Disponível em: http://www.bmj.com/content/328/7441/680?variant=abstract&etoc= )

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Ed 70; 2010.

Álvares LM, Lima RC, Silva RA. Falls by elderly people living in long-term care institutions in Pelotas, Rio Grande do Sul State, Brazil. Cad Saúde Pública. 2010;26(1):31-40. (Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2010000100004 &lng= en&nrm=iso&tlng=en )

Cruz DT, Ribeiro LC, Vieira MT, Bustamante MT, Bastos TRR, Leite ICG. Prevalence of falls and associatedfactors in elderly individuals. Rev SaúdePública 2012;46(1):138-46. (Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0034-89102011005000087&script=sci_arttext )

Santos MLC, Andrade MC. Incidência de quedas relacionada aos fatores de riscos em idosos institucionalizados. Rev Baiana Saúde Pública. 2005;29(1):57-68. (Disponível em: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/ online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS〈=p&nextAction=lnk&exprSearch=416276&indexSearch=ID )

Pinho TAM, Silva AO, Tura LFR, Moreira MASP, Gurgel SN, Smith AAF, et al. Avaliação do risco de quedas em idosos atendidos em Unidade Básica de Saúde. RevEscEnferm USP. 2012;46(2):320-7. (Disponível em: http://www.revistas.usp.br/ reeusp/article/view/40951/44464 )

Ferreira DCO,YoshitomeAY. Prevalência e caraterísticas das quedas de idosos institucionalizados. RevBrasEnferm. 2010;63(6):991-7. (Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v63n6/19.pdf )

Menezes RL, Bachion MM. Estudo da presença de fatores de riscos intrínsecos para quedas, em idosos institucionalizados. Ciênc Saúde Coletiva. 2008;13(4):1209-18. (Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232008000400017&script=sci_arttext )

Almeida ST, Soldera CLC, Carli GA, Gomes I, Resende TL. Análise de fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a quedasem idosos. Rev Assoc Med Bras. 2012; 58(4):427-33. (Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-42302012000400012&script=sci_arttext )

Brasil. Ministério da Saúde. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Extraído de [http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/abcad19.pdf], acesso em [1 de agosto de 2015].

Moreno-Martínez NR, Ruíz-Hidalgo D, Burdoy-Joaquim E, Vázquez-Mata G. Incidência y factores explicativos de lãs caídas em ancianos que vivem em La comunidad. RevEspGeriatrGerontol. 2005;40(Supl 2):11-7.

Dall JO, VanLieshout JJ. Falls and medications in the elderly. Neth J Med. 2005;63(3):91-6. (Disponível em: http://www.elsevier.es/es-revista-revista-espanola-geriatria-gerontologia-124-articulo-incidencia-factores-explicativos-las-caidas-13081273 )

Whooley MA, Kip KE, Cauley JA, Ensrud KE, Nevitt MC, Browner WS. Depression, falls, and risk of fracture in older woman. Arch Intern Med. 1999;159(5):484-90. (Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10074957 )

Chan KM, Pang WS, Ee CH, Ding YY, Choo P. Epidemiology of falls among the elderly community dwellers in Singapore. Singapore Med J. 1997;38(10):427-31. (Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9529954 )




Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE