A visão dos acadêmicos de odontologia sobre o gerenciamento dos resíduos do serviço de saúde

Artenio Jose Isper Garbin, Bruno Wakayama, Gabriela Peres Teruel, Clea Adas Saliba Garbin

Resumo


O gerenciamento e o descarte incorreto dos resíduos do serviço de saúde é uma problemática ambiental muito discutida pelos órgãos e profissionais competentes da área. Essa preocupação é oriunda do manejo inadequado desses componentes, que apresentam riscos potenciais para a vida humana, meio ambiente e a saúde pública. O objetivo do estudo foi avaliar o conhecimento e a atitude dos alunos de odontologia sobre o descarte e o acondicionamento dos resíduos do serviço de saúde dos materiais mais utilizados na rotina odontológica. Trata-se de um estudo exploratório transversal descritivo, quanti-qualitativo com graduandos de odontologia de uma Faculdade de Odontologia Pública do noroeste paulista. Para a análise estatística, utilizou-se a Análise de conteúdo de Bardin para as questões qualitativas e o Software Epi Info 6.04 para descrição das frequências absolutas e percentuais das questões quantitativas. Participaram do estudo 95 alunos do curso integral e noturno ingressantes na clinica odontológica. Quando questionados sobre o que são os resíduos de saúde, 49% erraram ou desconheciam a interrogativa. Em relação ao conhecimento sobre a forma ideal do acondicionamento do tubete anestésico, 37% desconheciam a forma correta de descarte. Ao indagar sobre o descarte do revelador e fixador de filmes radiográficos, 22% acertaram a interrogativa. Conclui-se com o estudo o desconhecimento de grande parto dos alunos sobre a forma correta do descarte e acondicionamento os resíduos de saúde. Dessa forma mudanças na postura profissional e a conscientização sócio-ambiental nas questões envolvendo o meio ambiente e a saúde pública são necessários para formação acadêmica.

Descritores: Resíduos Odontológicos; Resíduos de Serviços de Saúde; Saúde Pública.


Texto completo:

PDF

Referências


Corrêa LB, Lunardi VL, De Conto SM, Galiazzi MC. O saber resíduos sólidos de serviços de saúde na formação acadêmica: uma contribuição da educação ambiental. Interface. 2005; 9(18):571-584.

Silva CE, Hoppe AE. Diagnóstico dos resíduos de serviços de saúde no interior do rio Grande do Sul. Eng Sanit Ambient. 2005;10(2):146-151.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 12.808: resíduos de serviços de saúde: classificação. São Paulo: ABNT,1993.

Hidalgo LRC, Garbin AJI, Rovida TAS, Garbin CAS. Gerenciamento de resíduos odontológicos no serviço público. Rev Odontol UNESP. 2013;42(4):1-8.

Ministério da Saúde. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC no 306 de 7 de dezembro de 2004: dispõe sobre o Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. Diário Oficial da União; 2004 dez 10.

Garbin AJI, Gomes AMP, Souza MP, Arcieri RM, Rovida TAS, Garbin CAS. A responsabilidade socioambiental na formação acadêmica. O Mundo da Saúde, São Paulo. 2015;39(1):119-125.

Victorelli G, Flório FM, Ramacciato JC, Motta RH, de Souza Fonseca Silva A. Impact of pedagogical method on Brazilian dental students' waste management practice. J Dent Educ. 2014 Nov;78(11):1528-33.

Tomo S, Boer NP, Correia TM, Silva WR, Lima DP, Cunha-Correia AS. Conhecimento de graduandos em Odontologia a respeito das normas de biossegurança. Arch Health Invest. 2014; 3(4): 9-17.

Salzedas LKP, Oliva AH, Coclete GEG, Coclete GA. Protocolo de biossegurança e gerenciamento de resíduos no ensino de radiologia odontológica da Faculdade de Odontologia de Araçatuba-UNESP. Arch Health Invest. 2014; 3(6): 20-2.

Rocha SS, Bessa TCB, Almeida AMP. Biossegurança, Proteção Ambiental e Saúde: compondo o mosaico. Ciênc. saúde coletiva. 2012 Feb;17(2): 287-292.

Moreschi C, Rampel C, Backes DS. Percepção de docentes de cursos de graduação da área da saúde acerca dos resíduos de serviços de saúde. Revista Baiana de Saúde Pública. 2014 set;38(3):647-664.

Gessner R, Piosiadlo LCM, Fonseca RMGS, Larocca LM. O manejo dos resíduos dos serviços de saúde: um problema a ser enfrentado. Cogitare Enferm. 2013;18(1):117-123.

Bohner LOL, Bohner TOL, Mafaldo IAC, Peres PEC, Rosa MB. Difusão de material informativo sobre o descarte de resíduos radiológicos entre acadêmicos de odontologia e cirurgiões-dentistas da região sul do Brasil. Revista Monografias Ambientais. 2011;3(3):476-481.

Mameluque S, Pordeus IA, Nogueira-Moreira A, Magalhães CS. Gerenciamento dos resíduos gerados nos consultórios odontológicos na cidade de Montes Claros. ABO Nac. 2007;15(4),2007.

Grigoletto JC, Santos CB, Albertini LB, Takayanagui AMM. Situação do gerenciamento de efluentes de processamentoradiográfico em serviços de saúde. Radiol Bras. 2011;44(5):301-307.

Kumar R, Shaikh BT, Somrongthong R, Chapman RS. Practices and challenges of infectious waste management: A qualitative descriptive study from tertiary care hospitals in Pakistan. Pak J Med Sci. 2015 Jul-Aug;31(4):795-8.

Bhagawati G, Nandwani S, Singhal S. Awareness and practices regarding bio-medical waste management among health care workers in a tertiary care hospital in Delhi. Indian J Med Microbiol.2015 Oct-Dec; 33(4):580-2.




Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE