Tratamento endodôntico em dentes com nódulos pulpares: uma abordagem conservadora

Laryssa Tenório Diniz, Vanessa Gonçalves Feitosa, Fabiana Larissa Santos de Medeiros,, Joyce Rêis Carneiro, Leticia Brasileiro Lopes, Maria Kaline Romeiro Teodoro, Luciana Ferraz Gominho

Resumo


Introdução: As alterações dos tecidos pulpares podem indicar a necessidade de tratamento endodôntico. Dentre elas, pode-se evidenciar o envelhecimento precoce desse tecido com a formação de nódulos pulpares localizados inicialmente na câmara pulpar. Esses, progressivamente, evoluem e possibilitam uma circulação interna dentária deficiente podendo conduzir à necrose do tecido pulpar. Objetivo: O presente trabalho tem como objetivo o relato de dois casos clínicos os quais foram diagnosticados com presença de nódulos em câmara pulpar impossibilitando o acesso direto aos canais radiculares. Relato de Caso: Para tanto, em ambos os casos utilizou-se o inserto de ultrassom E2D para a remoção das áreas calcificadas de forma conservadora sem realização de desgastes excessivos. A abordagem foi realizada com direcionamento da periferia para o centro da calcificação de forma a possibilitar o acesso a todos os canais radiculares adequadamente. Conclusão: Pode-se concluir que a utilização de recursos de magnificação e de insertos ultrassônicos permitem a possibilidade da abordagem endodôntica com preservação de estruturas dentárias importantes.

Texto completo:

PDF


Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE