Efetividade da infiltração de corticosteroides no tratamento de pacientes com tenossinovite estenosante de De Quervain: resultado terapêutico

Bruno Moraes Vasconcelos, Luis Guilherme Rosifini Alves Rezende, Henrique Gontijo Chamon, Luiz Henrique Vilela

Resumo


Introdução: A tenossinovite estenosante de De Quervain, doença inflamatória mais comum do punho, de maior prevalência no sexo feminino e na faixa etária de 30 a 50 anos, caracteriza-se pelo envolvimento da bainha sinovial do primeiro compartimento extensor do punho, que inclui os tendões abdutor longo do polegar (ALP) e extensor curto do polegar (ECP). Apesar da etiologia indefinida, atribui-se caráter multifatorial como traumas, sobrecarga de exercícios repetitivos com punho e mão, alterações metabólicas, reumáticas e variações anatômicas, como a presença de dois ou mais tendões do ALP e ECP e septo no túnel osteofibroso. Dentre as alternativas terapêuticas encontra-se a infiltração com corticosteroides. Material e Método: Foi avaliado o resultado terapêutico em 15 pacientes submetidos à infiltração local de corticosteroide através dos questionários DASH, PRWE e Escala Visual da Dor. Resultados: observou-se melhora significativa dos pacientes avaliados. Conclusão: o tratamento com corticosteroides é eficaz e seguro.

Descritores: Doença de De Quervain; Tenossinovite; Corticosteroides.

Referências

  1. Uribe WAJ, Buendia GPP, Rodriguez JMF, Vieira Filho JGC. Tenossinovites De Quervain: uma nova proposta no tratamento cirúrgico. Rev Bras Cir Plást. 2009;25(3):465-69.
  2. Avci S, Ylmaz C, Sayli U. Comparison of nonsurgical treatment measures for de Quervain’s disease of pregnancy and lactation. J Hand Surg Am. 2000;27(2):322-24.
  3. Pensak MJ, Bayron J, Wolf JM. Current treatment of de Quervain tendinopathy. J Hand Surg Am. 2013;38(11):2247-49.
  4. Pignataro MB, Praetzel RP. Tendinites e Tenossinovites. In: Pardini A, Freitas A. Cirurgia de mão: lesões não traumáticas. Rio de Janeiro: Medbook; 2008, p.509-20.
  5. Alves MPT, Moraes Neto GP, Tzirulnik M. Avaliação clínico-ultra-sonográfica da tenossinovite estenosante de Quervain. Rev bras ortop. 2000;35(4):118-22.
  6. Bonita R, Beaglehole R, Kjellström T. Epidemiologia básica. São Paulo: Santos; 2007.
  7. Diniz DRV, Mejia DPM. Ergonomia como fator de prevenção da doença tenossinovite estenosante de De Quervian no ambiente de trabalho. Disponível em: http://portalbiocursos.com.br/ohs/ data/docs/20/29_Ergonomia_como_fator_de_prevenYYo_da_doenYa_Tenossinovite_Estenosante_de_De_Quervain_no_ambiente_de_trabalho.pdf. Acesso em: 16 jan. 2018.
  8. Ansari MAQ. De Quervain’s disease: a randomized prospective study evaluating the efficacy of steroid and conservative management. Int J Pharm Sci Invent. 2014;3(5):4-6.
  9. Ashraf A, Hadianfard J. A comparison of the effect of acupuncture in treatment of De Quervain’s disease with steroid injection. Ongoing study with unpublished results as of 2014. Eur J Orthop Surg Tr. 2014;26(4):157-68.
  10. Ashraf MO, Devadoss VG. Systematic review and meta-analysis on steroid in-jection therapy for de Quervain’s tenosynovitis in adults. Eur J Orthop Surg Tr. 2014;24(2):149-57.
  11. Kutsumi K, Amadio PC,  Zhao C, Zobitz ME, Tanaka T, An KN. Finkelstein’s test: a biomechanical analysis. J Hand Surg Am. 2005;30(1):130-35.
  12. McAuliffe JA. Tendon disorders of the hand and wrist. J Hand Surg Am. 2010;35(5):846-53.
  13. Sawaizumi T, Nanno M, Ito H. De Quervain’s disease: efficacy of intra-sheath triamcinolone injection. Int Orthop. 2007;31(2):265-68.
  14. Shiraishi N, Matsumura G. Anatomical variations of the extensor pollicis brevis tendon and abductor pollicis longus tendon–relation to tenosynovectomy. Okajimas Folia Anat Jpn. 2005;82(1):25-9.
  15. Harvey FJ, Harvey PM, Horsley MW. De Quervain’s disease: surgical or nonsurgical treatment. J Hand Surg Am. 1990;15(1):83-7.
  16. Tewari J, Mishra PR, Tripathy SK. Anatomical variation of abductor pollicis longus in Indian population: a cadaveric study. Ind J Orthop. 2015;49(5):549-53.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21270/archi.v8i5.4652

Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE