AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS APÓS REABILITAÇÃO COM PRÓTESES PARCIAIS E/OU TOTAIS REMOVÍVEIS

  • Victor Alves Nascimento
  • Brenda Oliveira Nunes
  • Camila Aparecida Bernardes
  • Raqueline Sousa Oliveira
  • Maira Foresti Vieira Munhoz
  • Marcela Filié Haddad
Palavras-chave: Serviços de Saúde para Idosos, Instituição de Longa Permanência para Idosos, Assistência Odontológica para Idosos, Qualidade de Vida

Resumo

Com o aumento da expectativa de vida no Brasil, a preocupação com a saúde do idoso tem se tornado um assunto de grande relevância, pois ela está diretamente ligada à qualidade de vida do mesmo. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o efeito da reabilitação protética sobre a qualidade de vida de moradores de um lar de longa permanência para idosos no sul de Minas Gerais. O estudo foi do tipo pré e pós-intervenção utilizando a Avaliação do impacto da saúde oral sobre a qualidade de vida (OHIP-EDENT) e Escala visual analógica (EVA). Quatorze idosos foram incluídos na pesquisa, sendo composto por uma porcentagem maior de mulheres (57,1%) em relação aos homens (42,9%), e a média de idade foi de 71 anos. Comparando a percepção do idoso antes e após a intervenção, foi observado um impacto significativo (P<0,05) das novas próteses sobre a saúde bucal quanto à melhora na mastigação (14,3% - 71,4%); conforto para comer (28,6% - 78,6%) satisfação como sorriso e diminuição da restrição alimentar por não conseguir mastigar o alimento (14,3% - 57,1%). Quanto a parte psicossocial, houve melhora do estresse causado por ter problemas com a saúde oral (71,4% - 21,4%); constrangimento (50% - 7,1%); tristeza (78,6% - 35,7%); evitar companhia (57,1% - 14,3%) e evitar sair (50% - 7,1%). Houve também reconhecimento por parte dos entrevistados, de que as próteses antigas ou o não uso de próteses representa um problema na vida desses indivíduos. Apesar das próteses não serem consideradas indispensáveis à vida, o estudo conclui que ela causa um impacto favorável na vida de seus portadores, especialmente nos aspectos físicos, psicólogos e sociais dos idosos.

CEP/CAAE: 10185419.0.0000.5142

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-01-27
Como Citar
Nascimento, V. A., Nunes, B. O., Bernardes, C. A., Oliveira, R. S., Munhoz, M. F. V., & Haddad, M. F. (2021). AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS APÓS REABILITAÇÃO COM PRÓTESES PARCIAIS E/OU TOTAIS REMOVÍVEIS. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10, 9. Recuperado de https://archhealthinvestigation.com.br/ArcHI/article/view/5319