Água como um risco invisível para as infecções multirresistentes: presença de genes de resistência a antimicrobianos

Elerson Gaetti-Jardim Jr, Adriana Sales Cunha Correia, Christiane Marie Schweitzer, Ana Claudia Okamoto, Luis Fernando Landucci

Resumo


Determinadas espécies microbianas representam sérios riscos à saúde humana e animal, não apenas por serem de rápida disseminação, mas também por constituirem fonte de genes de resistência a antimicrobianos, em particular às tetraciclinas, que são bons indicadores de ressitência a antimicrobianos em geral. O presente estudo objetivou avaliar a presença de genes de resistência às tetraciclinas em amostras de água de consultórios odontológicos. Para tanto, amostras (100 mL) de água de 50 equipos odontológicos de dois municipios da região noroeste paulista, tanto cuspideiras quanto seringas tríplice, foram coletadas e, após pré-enriquecimento em água peptonada, foram cultivadas em ágar BHI acrescidas de 16 µg de tetraciclina e extrato de levedura (0,5%), por 24-48 horas. A seguir, realizava-se a identificação das colônias resistentes a esses drogas e procedia-se à extração do DNA bacteriano e realizava-se a determinação da presença dos genes tetA, tetB, tetC, tetO e tetM por PCR. Nesses testes, a avaliação era feita a partir de DNA dos microrganismos cultivados e do centrifugado das amostras de água dos equipos. Os resultados foram avaliados pelo teste de correlações de Spearman. Verificou-se que bactérias resistentes à tetraciclina estavam presentes em 43% das amostras de água. A distribuição de marcadores de resistência evidenciou os genes tetA e tetB em 15% e 11% das amostras coletadas, enquanto tetC, teM e tetO foram detectados em 5%, 2% e 1% dos espécimes, respectivamente. Os resultados confirmam que a água de equipamentos odontológicos pode albergar microrganismos resistentes a antimicrobianos de amplo espectro.

Descritores: Antibacterianos; Coliformes; Resistência Microbiana a Medicamentos; Genética.


Texto completo:

PDF


Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE