Perfil e conduta dos cirurgiões-dentistas de Patos-PB frente aos traumatismos dentoalveolares

Faldryene de Sousa Queiroz, Luciana Ellen Dantas Costa, Geisa Maciel da Silva, Mylena de Araújo Régis

Resumo


Os traumatismos dentários são frequentes na rotina clínica dos Cirurgiões-Dentistas e a correta conduta do tratamento é fundamental para um bom prognóstico. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil e a conduta dos cirurgiões-dentistas das 41 Unidades Básicas de Saúde do município de Patos-PB frente aos traumatismos dentários. Metodologia: Para coleta de dados foi aplicado um questionário contendo perguntas sobre o perfil demográfico dos profissionais e a experiência com traumatismo dental. Os dados foram analisados estatisticamente pelo Qui-quadrado, com margem de erro de 5%. Resultados: 66,7% dos Cirurgiões-dentistas eram do sexo feminino, 83,3% fizeram a graduação em instituição de ensino pública, 33,3% possuíam mais de 10 anos de formados, 53,3% eram especialistas, apenas 10% relataram ter algum tipo de cursos na área e a especialidade predominante foi a de Saúde da Família (16,7%). Sobre a prevalência do trauma dental na rotina de atendimentos, 46,7% dos entrevistados relataram ter recebido pacientes com traumatismo dentário, destes, 36,7% receberam apenas casos de fratura dental e 10% receberam tanto fratura como avulsão dental, 92,8% realizaram o primeiro atendimento e 7,2% encaminharam para outro local e 56,7% relataram sentirem-se seguros para realizar o atendimento. A relação entre a segurança no atendimento com variáveis de perfil e conduta não demonstrou associação estatisticamente significante (p>0,05). Conclusão: Observou-se uma alta prevalência de traumatismo dentário e que muitos profissionais ainda não se sentem seguros para prestarem o atendimento imediato, sendo necessário mais incentivo em cursos na área, visando otimizar a assistência ao paciente com trauma dental.

Descritores: Odontólogos; Conhecimento; Traumatismo Dentário.

Referências

  1. Duarte DA, Bonecker MS, Santanna GR, Suga SS. Caderno de Odontopediatria: Lesões traumáticas em dentes decíduos: Tratamento e Controle. São Paulo: Santos; 2001.
  2. Piva F, Potter IG, Sari GT, Klein-Júnior CA, Coelho-De Souza FH. Atendimento de urgência frente ao traumatismo alvéolo dentário – relato de caso clínico. Rev Assoc Paul Cir Dent. 2013;67(3):224-28.
  3. Kremer JTM, Pereira LP, Marques FR, Portugal MEG, Bruzamolin, CD. Avaliação do conhecimento dos cirurgiões-dentistas sobre o manejo do trauma dental infantil. Rev Gestão & Saúde. 2017;16(2):1-8.
  4. Traebert J, Traiano ML, Armênio R, Barbieri DB, De Lacerda JT, Marcenes W. Knowledge of lay people and dentists in emergency management of dental trauma. Dent Traumatol. 2009;25(3):277-83.
  5. Sb-Brasil 2010. Pesquisa Nacional de Saúde Bucal. Proposta de projeto técnico para consulta pública. Brasília; 2010.
  6. Skaare AB, Jacobsen I. Primary tooth injuries in Norwegian children (1–8 years). Dent Traumatol. 2005;21(6):15-9.
  7. Silva BM, Costa MMA, Almeida CEM, Maia AS, Carvalho OIC, Resende BG. Avaliação do conhecimento da abordagem de trauma dental pelos profissionais de creches. ConScientiae Saude. 2009;8(1):65-73.
  8. Andreasen JO, Andreasen FM, Anderson L. Textbook and color atlas of traumatic injuries to the teeth. Hoboken: Wiley-Blackwell; 2013.
  9. Torres Silva MC, Díaz YB, Díaz AMB, Figueredo EJ, García YR. Factores predisponentes de trauma dental en escolares del municipio Rafael Freyre. Ccm Holguín. 2017;21(3):798-808.
  10. Pádua MN, Mendes FM, Benedetto MS, Volpi NA, Mello-Moura JCI, Bonini GAVC. Prevalência de lesões dentárias traumáticas em pré-escolares de escolas públicas e particulares. J Health Sci Inst. 2010;28(3):237-40.
  11. Sanabe EM, Cavalcante BL, Coldebella RC, Abreu-e-Lima BCF. Urgências em traumatismos dentários: classificação, características e procedimentos. Rev Paul Pediatr 2009;27(4):447-51.
  12. Wigen TI, Agnalt R, Jacobsen I. Intrusive luxationof permanent incisors in Norwegians aged 6-17 years:a retrospective study of treatment and outcome. Dent Traumatol. 2008;24(3):612-18.
  13. Cortes MI, Marcenes W, Sheiham A. Impact of traumatic injuries to the permanent teeth on the oral health-related quality of life in 12-14-year-old children. Community Dent Oral Epidemiol. 2002;30(3):193-98.
  14. Pinheiro SAA, Delfino CS. Conhecimento do cirurgião-dentista sobre trauma dentário. Rev cir traumatol buco-maxilo-fac. 2014;14(1):83-90.
  15. Granville-Garcia AF, Balduíno Jr JB, Ferreira JMS, Menezes VA, Fontes LBC, Cavalcanti AL. Conhecimento do cirurgião-dentista sobre avulsão dental no Programa de Saúde da Família de Campina Grande- PB/Brasil. Odonto. 2009;17(33):35-41
  16. Costa LED, Queiroz FS, Nóbrega CBC, Leite MS, Nóbrega WFS, Almeida ER. Trauma dentário na infância: avaliação da conduta dos educadores de creches públicas de Patos-PB. Rev Odontol UNESP. 2014;43(6):402-8.
  17. Hu LW, Prisco CRD, Bombana AC. Knowledge of Brazilian general dentists and endodontists about the emergency management of dentoal­veolar trauma. Dent Traumatol. 2006;22(3):113-17.
  18. Leôncio LL, Batista EPC, Nóbrega CBC, Costa LED. Diagnóstico e encaminhamento de pacientes com doenças bucais no serviço público de saúde de Patos-PB: atuação do cirurgião-dentista na referência e contra referência. Arq Odontol. 2015;51(4):210-15.
  19. Antunes Drusila P, Antunes Débora P, Chaoubat A, Paula MVQ de, Salgado IO, Coelho, LGC. O conhecimento de cirurgiões-dentistas sobre condutas clínicas nas avulsões e reimplantes dentários: estudo piloto. HU Rev. 2012;38(3,4):135-41.
  20. França RI, Traebert J, De Lacerda JT. Brazilian dentists’ knowledge regarding immediate treatment of traumatic dental injuries. Dent Traumatol. 2007;23(5):287-90.
  21. Granville-Garcia AF, Menezes VA, Lopes I, Araujo OS, Fontes LBC, Cavalcanti AL. Conduta terapêutica dos cirurgiões-dentistas em relação aos traumatismos dentários. Arq Ciênc Saúde Unipar. 2008;12(3):239-47.
  22. Lima DC, Pereira AA, Swerts AA, Fernandes LA. Conduta dos cirurgiões-dentistas de Alfenas/MG frente ao tratamento emergencial de pacientes com avulsão dentária. Arq Odontol. 2013;49(4):169-76.
  23. Ribeiro ILA, Melo RTC, Trigueiro DA, Ferreira GS. Conduta clínica de cirurgiões-dentistas de João Pessoa-PB no tratamento endodôntico de dentes com rizogênese incompleta Rev. Odontol Univ Cid São Paulo. 2014;26(3):212-18.
  24. Carvalho C, Freire LG, Nakamura V, Gavini G. Possibilidades terapêuticas no tratamento de dentes jovens portadores de polpa viva: revisão de literatura. Rev Ciênc Saúde. 2012;14(1):40-52.
  25. Freires IA, Cavalcanti YW. Proteção do complexo dentinipulpar: indicações, técnicas e materiais para uma boa prática clínica. Rev Bras Pesq Saúde. 2011;13(4):69-80.
  26. Diangelis AJ, Andreasen JO, Ebeleseder KA, Kenny DJ, Trope M, Sigurdsson A et al. International Association of Dental Traumatology guidelines for the management of traumatic dental injuries: 1. Fractures and luxations of permanent teeth. Dent Traumatol. 2012;28(1)2-12.
  27. Pereira AC, Silveira VAS, Rosa LEB, Rocha RF. Prescrição medicamentosa em odontopediatria. Rev odontol UNESP. 2009;38(4):256-62.
  28. Guimarães S, Moura D, Silva PS. Terapêutica Medicamentosa e Suas Bases Farmacológicas. 5.ed. Porto: Porto Editora, 2006.
  29. Andersson L, Andreasen JO, Day P, Heithersay G, Trope M, Diangelis AJ et al. International Association of Dental Traumatology guidelines for the management of traumatic dental injuries: 2. Avulsion of permanent teeth. Dent Traumatol. 2012;28(2):88-96.
  30. Trope, M. Clinical management of the avulsed tooth: Present strategies and future directions. Dent Traumatol. 2002;18(1):1-11.
  31. Fagundes Ddos, de Mendonça IL, de Albuquerque MT, Inojosa Ide F. Spontaneous healing responses detected by cone‐beam computed tomography of horizontal root fractures: a report of two cases. Dent Traumatol. 2014;30(6):484-87.
  32. Mankar N, Jogad N, Chute A, Patil S, Gade V, Mohkar S. Management of horizontal root fracture: two case reports. IOSR J Dent Med Sci. 2014;13(4):1-4.
  33. Kinirons MJ, Gregg TA, Welbury RR, Cole BO. Variations in the presenting andt treatment features in reimplant permanent incisors in children and their effect on the prevalence of root resorption. Br Dent J. 2000;189(5):263-66.
  34. Panzarini SR, Gulineli JL, Poi WR, Sonoda CK, Pedrini D, Brandini DA. Treatment of root surface in delayed tooth replantation: a review of literature. Dent Traumat. 2008;24(3):277-82.



Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21270/archi.v8i7.3803

Indexação em Base de Dados (Catálogo de Revistas Científicas)
  • BBO - Bibliografia Brasileira de Odontologia
  • BVS – Biblioteca Virtual em Saúde
  • BIREME - Portal de Revistas Científicas em Ciências da Saúde
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe
  • SEER - Diretório de Revistas Brasileiras em SEER
  • DIADORIM - Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • PKP - Public Knowledge Project
  • SCHOLAR GOOGLE