Passiflora edulis: uma breve revisão dos efeitos antidiabéticos

  • Alana Karoline Penha do Nascimento
  • Brenda Lavínia Calixto dos Santos
  • Abrahão Alves de Oliveira Filho
  • Heloísa Mara Batista Fernandes de Oliveira

Resumo

Passiflora edulis é uma das espécies mais populares do gênero Passiflora, pertencente à família Passifloraceae, possui aproximadamente 450 espécies distribuídas principalmente pelas regiões tropicais e subtropicais, trata-se de planta lenhosa, perene e trepadeira. O maracujá-amarelo, nome popular dado a P. edulis, tem suas diversas partes amplamente utilizadas para a preparação de produtos medicinais “caseiros” na terapia de diversas doenças, desde infecções, dores até como um agente hipoglicemiante para o tratamento da Diabetes. O propósito deste trabalho foi investigar e apresentar as propriedades farmacológicas, em especial hipoglicemiante, da P. edulis através de uma revisão narrativa da literatura. Metodologia: Foi realizada uma revisão narrativa da literatura científica, definindo-se como uma análise mais ampla dos conhecimentos já produzidos, tendo como base de dados trabalhos científicos na faixa anual de 2008 a 2018. Diante da revisão da literatura realizada foi possível evidenciar os efeitos hipoglicemiantes da P. edulis. Concluiu-se que, embora a P. edulisse mostre promissora para a área farmacêutica, são necessários mais estudos associados a possíveis formas farmacêuticas que possam ser utilizadas, uma vez que o emprego de plantas medicinais na terapia de controle da diabetes seja uma forma de facilitar a adesão dos pacientes ao tratamento.

Descritores: Diabetes Mellitus; Hipoglicemiantes; Fitoterapia; Passiflora; Farmacologia.

Referências

  1. Oliveira JEP, Montenegro-Junior RM (org). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2017-2018). São Paulo: Clannad; 2017.
  2. Schmidt MI, Duncan BB, Azevedo e Silva G, Menezes AM, Monteiro CA, Barreto SM et al. Chronic non-communicable diseases in Brazil: burden and current challenges. Lancet. 2011;377(9781):1949-61.
  3. Brasil. Ministério da Saúde. Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil, 2011-2022. Brasília: Ministério da Saúde.     2011; p. 160.
  4. Belo Horizonte. Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. Secretaria Municipal de Saúde. Protocolo de diabetes mellitus e atendimento em angiologia e cirurgia vascular. Belo Horizonte. 2011; p.105.
  5. Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2015-2016. Sociedade Brasileira de Diabetes; São Paulo: A.C. Farmacêutica, 2016.
  6. Xavier HT, Izar MC, Faria Neto JR, Assad MH, Rocha VZ, Sposito AC et al. Sociedade Brasileira de Cardiologia, V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose. Arq Bras Cardiol. 2013; 101(4 Suppl 1):1-20.
  7. Ramos ERF. O uso de Passiflora sp. no controle do diabetes mellitus: estudo qualitativo preliminar [monografia]. Maringá: Centro Universitário de Maringá; 2004.
  8. Janebro DI, Queiroz MDSRD, Ramos AT, Sabaa-Srur AU, Cunha MALD, Diniz MFFM. Efeito da farinha da casca do maracujá-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.) nos níveis glicêmicos e lipídicos de pacientes diabéticos tipo 2. Revista bras farmacogn. 2008;18(Suppl):724-32.
  9. Zucolotto SM, Goulart S, Montanher AB, Reginatto FH, Schenkel EP, Fröde TS. Bioassay-guided isolation of anti-inflammatory C-glucosylflavones from Passiflora edulis. Planta Med. 2009;75(11):1221-26.
  10. Barbosa PR, Valvassori SS, Bordignon CL Jr, Kappel VD, Martins MR, Gavioli EC et al. The aqueous extracts of Passiflora alata and Passiflora edulis reduce anxiety-related behaviors without affecting memory process in rats. J Med Food. 2008;11(2):282-88.
  11. Ferreres F, Sousa C, Valentão P, Andrade PB, Seabra RM, Gil-Izquierdo A. New C-deoxyhexosyl flavones and antioxidant properties of Passiflora edulis leaf extract. J Agric Food Chem. 2007;55(25):10187-93.
  12. Mohnen D. Pectin structure and biosynthesis. Curr Opin Plant Biol. 2008;11(3):266-77.
  13. Anderson JW, Baird P, Davis RH, Ferreri S, Knudtson M, Koraym A et al. Health benefits of dietary fiber. Nutr Rev. 2009;67(4):188-205. 
  14. Dhawan K, Dhawan S, Sharma A. Passiflora: a review update. J Ethnopharmacol. 2004;94(1):1-23. 
  15. Pereira JBA, Rodrigues MM, Morais IR, Vieira CRS, Sampaio JPM, Moura MG, et al. O papel terapêutico do Programa Farmácia Viva e das plantas medicinais no centro-sul piauiense. Rev bras plantas med. 2015;17(4):550-61.
  16. Nascimento MCBS, Gama CQS. Estudo fitoquímico do maracujá-amarelo (Passiflora edulis Sims forma flavicarpa O. Deg.-Passifloraceae) e perfil cromatográfico de sucos de maracujá.  Perspectivas  da Ciência e Tecnologia. 2015;7(1):16-27.
  17. Zibadi S, Watson RR. Passion fruit (Passiflora edulis) composition, efficacy and safety. Evid Based Integrative Med. 2004;1:183-87.
  18. Zibadi S, Farid R, Moriguchid S, Lu S, Foo LY, Tehrani PM et at. Oral administration of purple passion fruit peel extract attenuates blood pressure in female spontaneously hypertensive rats and humans. Nutr Res. 2007;27(7):408-16.
  19. Yapo BM, Koffi KL. Yellow passion fruit rinds a potential source of low-methoxyl pectin. J Agric Food Chem. 2006; 54(7):2738-44.
  20. Trojan-Rodrigues M, Alves TL, Soares GL, Ritter MR. Plants used as antidiabetics in popular medicine in Rio Grande do Sul, southern Brazil. J Ethnopharmacol. 2012;139(1):155-63.
  21. Sousa FC, Melo CTV, Citó MCO, Félix FHC, Vasconcelos SMM, Fonteles MMF et at. Plantas medicinais e seus constituintes bioativos: uma revisão da bioatividade e potenciais benefícios nos distúrbios da ansiedade em modelos animais. Rev bras farmacogn. 2008;18(4):642-54.
  22. Deng J, Zhou Y, Bai M, Li H, Li L. Anxiolytic and sedative activities of Passiflora edulis f. flavicarpa. J Ethnopharmacol. 2010;128(1):148-53.
  23. Barbalho SM, Damasceno DC, Spada AP, Lima IERN, Araújo AC, Guiguer EL et al. Effects of Passiflora edulis on the metabolic profile of diabetic Wistar rat offspring. J Med Food. 2011;14(12):1490-95.
  24. Souza MSS, Barbalho SM, Damasceno DC, Rudge MVC, De Campos KE, Madi ACG et al. Effects of Passiflora edulis (yellow passion) on serum lipids and oxidative stress status of Wistar rats. J Med Food. 2012;15(1):78-82.
  25. Krahn CL, Braga A, Zimmer AR, Araújo BV. Avaliação do efeito da casca desidratada do maracujá (Passiflora edulis) e seu extrato aquoso na redução da glicemia em ratos diabéticos induzidos por aloxano. Rev bras farmacogn. 2008;89(1):32-4.
  26. Salgado JM, Bombarde TAD, Mansi DN, Piedade SMDS, Meletti LMM. Effects of different concentrations of passion fruit peel (Passiflora edulis) on the glicemic control in diabetic rat. Ciênc Tecnol Aliment. 2010;30(3):784-89.
  27. Braga A, Medeiros TP, Araújo BV. Investigação da atividade antihiperglicemiante da farinha da casca de Passiflora edulis Sims, Passifloraceae, em ratos diabéticos induzidos por aloxano. Rev bras farmacogn. 2010;20(2):186-91.
  28. Ramos SC, Fonseca FA, Kasmas SH, Moreira FT, Helfenstein T, Borges NC et al The role of soluble fiber intake in patients under highly effective lipid-lowering therapy. Nutr J. 2011;10:80. 
  29. Queiroz RF, Maximiano FP, Nunes TDS, Moreira DAC, Azevedo L, Silva LBC. Avaliação do perfil lipídico, glicêmico, conteúdo de glicogênio hepático e cardíaco em ratos diabéticos suplementados com farinha de casca de maracujá (Passiflora edulis). Rev bras nutr clín. 2008; 23(3):173-77.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alana Karoline Penha do Nascimento
Unidade Acadêmica de Saúde, Centro de Educação e Saúde.
Publicado
2020-08-07
Como Citar
Nascimento, A. K. P. do, Santos, B. L. C. dos, Oliveira Filho, A. A. de, & Oliveira, H. M. B. F. de. (2020). Passiflora edulis: uma breve revisão dos efeitos antidiabéticos. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 9(2). https://doi.org/10.21270/archi.v9i2.3168
Seção
Artigos de Revisão