Propriedades farmacológicas do Sesquiterpeno α - Bisabolol: uma breve revisão

  • Elaine Roberta Leite de Souza
  • Nílvia Maria Lima Gomes
  • José Henrique de Araújo Cruz
  • Jéssica Fernanda Delfino dos Santos
  • Abrahão Alves de Oliveira Filho
Palavras-chave: Plantas Medicinais, Terpenos, Farmacologia, Fitoterapia

Resumo

Introdução: O a-bisabolol é um álcool sesquiterpênico monocíclico amplamente utilizado em formulações cosméticas, o qual foi isolado de flores da camomila Objetivo: O objetivo do presente estudo foi realizar uma revisão de literatura sobre as propriedades farmacológicas do α-bisabolol e sua aplicação como alternativa para o tratamento das mais diversas patologias que podem acometer o ser humano. Material e método: Foi realizada uma seleção de artigos científicos recuperados a partir das bases de dados: Lilacs, MEDLINE, BVS e Scielo, além de monografias que atenderam aos requisitos do tema abordado, apresentando informações confiáveis e publicados em bases de dados no período 2008 a 2018 com exceção de artigos clássicos que se apresentaram imprescindíveis ao presente estudo. Do total, 2.072 artigos foram obtidos e destes foram selecionados 28 artigos como amostra, que apresentaram a temática elencada para a pesquisa e que foram discutidos nas seguintes sessões: a) caracterização e estrutura química; b) potencial antimicrobano c) potencial anti-inflamatório; d) potencial gastoprotetor; e) potencial antineoplásico e antimetastático. Resultados: o α-bisabolol demonstra um grande potencial e eficácia como agente antimicrobiano, gastroprotetor, anti-inflamatório, antineoplásico e antimetastático observados em estudos in vitro e in vivo. Tal substância amplamente conhecida e utilizada vem demonstrando resultados positivos e animadores para o tratamento das mais diversas afecções que acometem a saúde da população, tanto em sua forma original quanto seus derivados. Conclusão: Portanto, as reduzidas pesquisas, principalmente in vivo, reforçam a necessidade de se intensificar estudos sobre o assunto.

Descritores: Plantas Medicinais; Terpenos; Farmacologia; Fitoterapia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Marques THC, Santos PS, Melo CHS, Carvalho RBF, Lima LS, David JM, et al. Atividade anticolinesterásica e perfil químico de uma fração cromatográfica ativa do extrato etanólico das flores Bellis perennis L. (Asteraceae). Qim. nova. 2013;36:549-53.

Sousa OV, Soares Júnior DT, Del-Vechio G, Mattosinhos RG, Gattass CR, Kaplan MAC. Atividades antinociceptiva e antiinflamatória do óleo essencial de cascas de Duguetia lanceolata St. Hil., Annonaceae. Rev. bras. farmacogn. 2004;14:11-14.

Valeriano C, Piccoli RH, Cardoso MG, Alves E. Atividade antimicrobiana de óleos essenciais em bactérias patogênicas de origem alimentar. Rev. bras. plantas med. 2012;14:57-67.

Costareli A, Malavolta M, Giacconi R, Cipriano C, Gasparini N, Tesei S, et al. In Vivo Effect of α-Bisabolol, a Nontoxic Sesquiterpene Alcohol, on the Induction of Spontaneous Mammary Tumors in HER-2/neu Transgenic Mice. Oncology Research Featuring Preclinical and Clinical Cancer Therapeutics. 2009;18:409-18.

Bezerra SB. Atividade gastroprotetora e antimicrobiana do extrato seco de Matricaria recutitia (camomila) e do alfa-bisabolol: possíveis mecanismos de ação [dissertação.] Fortaleza (CE). Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará; 2009.

Kamatou PPG, Viljoen MAA. Review of the Application and Pharmacological Proprieties of a-Bisabolol and a-Bisabolol-Rich Oils, Jounal. American Oil Chermical Society. 2010;87:1-7.

Viljoen AM, Gono-Bwalya AB, Kamatou GPP, Bașer KHC, Demirci B. The essential oil composition and chemotaxonomyof Salviastenophylla and its allies S. repens and S. runcinata. J Essent Oil Res. 2006;18:37-45.

Madhavan BN. Final report on the safety assessment of bisabolol. Int. j. toxicol. 1999;18:33-40.

Leite GO, Leite LH, Sampaio RS, Araruna MK, Menezes IR, Costa JG, et al. (-)-α-bisabolol atenuantes visceral nociception inflammation in mice. Fitoterapia. 2010;82:208-11.

Souza Filho APS, Guilhon GMSP, Santos LS. Metodologias empregadas em estudos de avaliação da atividade alelopática em condições de laboratório -Revisão crítica. Planta Daninha. 2010;28:689-97.

Niederbacher B, Winkler JB, Schnitzler JP. Volatile organic compouds as non-invasive markers for plant phenotyping. J Exp Bot. 2015;66:5403-16.

Murakamy A, Tanaka T, Lee JY, Surh YJ, Kim HW, Kawabata K, et al. Zerumbone, a sequisterpenein subtropical ginger,suppresses skintumor initiation and promotion stages in ICP mice. Int. J Cancer. 2004;110:481-90.

Breitmaier E. Terpenes: importance, general structure na biosynthesis. Terpenes. 2006;1:19.

Fernandes MYSD. Efeito neuroprotetor do α-bisabolol em camundongos submetidos á isquemia cerebral focal permanente [dissertação]. Fortaleza (CE): Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará; 2015.

Fernandes Júnior A, Silva GS, Barbosa LN, Alves FCB, Andrade BFMT, Albano M, et al. Medicinal Plants from the Brazilian Savanna with Antibacterial Properties. European Journal of Medicinal Plants. 2014;4:1-13.

Carcamo OV, Oliva, MP, Gonzalez CP. Efectividad Antimicrobiana del Colutorio de Matricaria recutita, en Funcionarios de la Facultad de Odontología de la Universidad del Desarrollo, Chile. Int. J. Odontostomat. 2011;5:179-84.

Rocha JE, Saraiva CRN, Santos PEV, Colares AV. Avaliação da atividade antifúngica do óleo essencial de Vanillosmopsis arborea (Asteraceae) baker e seu composto majoritário – α-bisabolol. 2015.

Neville BW, Damm DD, Allen CM, Bouquot JE. Patologia Oral e Maxilofacial. Edição (3a). Rio de Janeiro: Elsevier; 2009.

Ribeiro BP, Pereira WS, Sousa AIP, Guerra RNM, Nascimento FRF. Alteração no perfil bioquímico induzido por reação inflamatória granulomatosa em camundondos. Rev. Ciênc. Saúde. 2010;12:73-9.

Kim S, Jung E, Kim JH, Park YH, Lee J, Park D. Inhibitory effects of (-)-α-bisabolol on LPS-induced inflammatury response in RAW264.7 macrophages. Food chem. toxicol. 2011;20.

Jain KS, et al. Recent advances in proton pump inhibitors and management of acid-peptic disorders. Bioorg. med. chem. 2007;15:1181-205.

Musumba C, Pritchard DM, Pirmohamed M. Review article: cellular and molecular mechanisms of NSAID-induced peptic ulcers. Aliment Pharmacology and Therapeutis. 2009;30:517-31.

Duarte CME, et al. Effects of Chamomilla recutita (L.) on oral wound healing in rats. Med. oral patol. oral cir. Bucal. 2011;16:716-21.

Filho AAO, Leite WLO. Avaliação farmacológica de produtos naturais no combate ao câncer. Revista interdisciplinar em saúde. 2014:192-211.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER [INCA]. Estimativa 2016. Incidência de Câncer no Brasil. Disponível em: http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/.

Casarin ST, Heck RM, Schwartz E. O uso de práticas terapêuticas alternativas, sob a ótica do paciente oncológico e sua família. Fam. Saúde Desenv. 2005;7:24-31.

Seki T, Kokuryo T, Yokoyama Y, Suzuki H, Itatsu K, Nakagawa A, et al. Antitumor effects of α-bisabolol against pancreatic câncer. Cancer Sci. 2011;102:2199-205.

Murata Y, Kokuryo T, Yokoyama Y, Yamaguchi J, Miwa T, Shibuya M, et al. The Anticancer Effects of Novel α-Bisabolol Derivatives Against Pancreatic Cancer. Anticancer Res. 2017;37:589-98.

Publicado
2020-04-11
Como Citar
Souza, E. R. L. de, Gomes, N. M. L., Cruz, J. H. de A., Santos, J. F. D. dos, & Oliveira Filho, A. A. de. (2020). Propriedades farmacológicas do Sesquiterpeno α - Bisabolol: uma breve revisão. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(1), 18-23. https://doi.org/10.21270/archi.v10i1.3183
Seção
Original Articles