A utilização de implantes instalados ao nível da crista óssea é clinicamente mais favorável que implantes de instalado abaixo da crista óssea. Uma revisão sistemática em meta-analise

  • Cruz RS, Lemos CAA, Fernandes e Oliveira HF, Gomes JML, Yogui FC, Limírio JPJO, Minatel L, Pellizzer EP, Verri

Resumo

A manutenção do nível ósseo em torno da junção implante / abutment exercer um papel essencial no sucesso a longo prazo e na sobrevivência dos implantes dentários. Assim, a instalação do implantes abaixo da crista óssea vem sendo uma alternativa para prevenção da perda óssea ao redor do implante. O objetivo da presente revisão sistemática e meta-analise foi comparar a taxa de perda óssea marginal, taxa de sobrevivência e profundidade de sondagem entre implantes instalados ao nível da crista ósseo (crestal) e implantes instalados abaixo do nível da crista ósseo (subcrestal). Este estudo foi realizado seguindo os critérios estabelecidos pelo guia PRISMA. Foi realizado uma pesquisa eletrônica de dados publicados até Fevereiro de 2018 nas bases de dados PubMed/Medline, Embase e The Cochrane Library. Os critérios de elegibilidade incluíram ensaios clínicos randomizados, estudos restrospectivos e estudos publicados em língua inglesa. A pesquisa identificou 799 referências, após critérios de inclusão 12 estudos foram avaliados quanto à elegibilidade. Um total de 365 pacientes, que receberam um total de 857 implantes, sendo 357 ao nível da crista óssea e 500 abaixo do nível da crista óssea. Os resultados demostram que os implantes instalados ao nível da crista óssea apresentaram similaridade na perda óssea marginal (P 0,41 RR: 0,06 IC: 0,19 - 0,08), taxa de sobrevivência (P 1,00 RR: 1,00 IC: 0,98 -1,02) e profundidade de sondagem (P 0,25 RR: 0,27 IC: -0,19 -0,74) em comparação aos implantes instalados abaixo do nível ósseo. Dentro das limitações deste estudo, foi possível concluir que ambas as técnicas de instalação (crestal ou subcrestal) são clinicamente favoráveis.

Descritores: Implante Dentário; Metanálise, Tecido Ósseo.

Apoio: FAPESP (Processo 2017/03744-1)

Referências

  1. Al Amri MD, Al-Johany SS, Al Baker AM, Al Rifaiy MQ, Abduljabbar TS, Al-Kheraif AA. Soft tissue changes and crestal bone loss around platform-switched implants placed at crestal and subcrestal levels: 36-month results from a prospective split-mouth clinical trial. Clin Oral Implants Res. 2017; 28(11):1342-47.
  2. de Siqueira RAC, Fontão FNGK, Sartori IAM, Santos PGF, Bernardes SR, Tiossi R. Effect of different implant placement depths on crestal bone levels and soft tissue behavior: a randomized clinical trial. Clin Oral Implants Res. 2017; 28(10):1227-33.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-11
Como Citar
Fernandes e Oliveira HF, Gomes JML, Yogui FC, Limírio JPJO, Minatel L, Pellizzer EP, Verri, C. R. L. C. (2018). A utilização de implantes instalados ao nível da crista óssea é clinicamente mais favorável que implantes de instalado abaixo da crista óssea. Uma revisão sistemática em meta-analise. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 7. Recuperado de https://archhealthinvestigation.com.br/ArcHI/article/view/3260