Variação na técnica de união de transferes de implantes para overdenture tipo barra-clipe

  • Dias IPSS, Ferraz L, Paes-Júnior TJA

Resumo

O presente estudo visa demonstrar uma variação na técnica de moldagem para overdentures sobre implantes do tipo barra-clipe, que mantém a união dos transferes de implantes no molde de modo simples e , que estabiliza estas peças . Com o implante osteo-integrado e a cicatrização da mucosa adjacente necessita-se da realização de um molde funcional que possua uma cópia precisa da localização dos implantes para confecção da prótese total. Sobre o modelo anatômico é efetuado um alívio com cera , e é realizada uma moldeira individual com RAAQ. Com os transferidores em posição é fixada entre eles uma malha de nylon contendo sílica que mantêm a distância entre os componentes intacta e então a mesma é recoberta por resina duraley de modo a preencher os espaços gerados. Sobre a moldeira é aplicado adesivo para silicone e então realizada a moldagem com silicone de adição. No molde são colocados réplicas dos implantes e por fim é vertido , resina soft e gesso para obtenção do modelo funcional com a cópia fiel da mucosa junto a presença das réplicas dos implantes. Esta técnica mostrou ser eficaz na obtenção da barra sem a necessidade de pontos de solda adicionais.

Descritores: Prótese Total; Técnica de Moldagem Odontológica; Implantação Dentária.

Referências

  1. Pellicano MA, Pellicano AA, Pellicano EA. Uma técnica simples de transferência simultânea da posição do sextavado do implante e do início de sua rosca interna, da boca, para a réplica, no modelo de trabalho. ACDC. 2003:4-5.
  2. Silva MM, Mima EGO, Del’Acqua MA, Segalla JCM, Silva RHBT, Pinelli LAP. Impressions techniques for dental implants. Rev Odontol UNESP. 2008; 37(4): 301-8.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-11
Como Citar
Paes-Júnior TJA, D. I. F. L. (2018). Variação na técnica de união de transferes de implantes para overdenture tipo barra-clipe. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 7. Recuperado de https://archhealthinvestigation.com.br/ArcHI/article/view/3389