Nível de ansiedade dos pacientes submetidos ao atendimento odontológico

  • Camila Helena Machado da Costa Figueiredo
  • Tuanny Lopes Alves Silvestre Coura
  • Ocimar Lopes de Oliveira
  • Elizandra Silva da Penha
  • Luanna Abílio Diniz Melquíades de Medeiros

Resumo

A situação de tratamento odontológico em geral está relacionada à ansiedade e ao stress, assim, a dor, os aspectos fisiológicos e psicológicos envolvidos no tratamento podem ser avaliados pelos pacientes. Diante disso, o presente estudo tem como propósito avaliar o nível de ansiedade dos pacientes submetidos ao tratamento odontológico na Clínica Escola de Odontologia da Universidade Federal de Campina Grande, campus de Patos. Este estudo foi do tipo transversal, observacional, adotando como estratégia de coleta de dados o questionário específico. A amostra foi composta por 134 pacientes, a coleta de dados foi realizada por um pesquisador, que coletou as informações através de dois questionários. O primeiro questionário foi composto por questões de identificação (gênero, idade, frequência de consultas ao dentista e procedimento odontológico que causa desconforto). O segundo questionário por questões específicas na identificação do grau de ansiedade dos pacientes ao tratamento odontológico utilizando a escala DAS (Dental Anxiety Scale). Após coletados, os dados foram trabalhados pela estatística descritiva e submetidos ao teste estatístico Qui-quadrado (p<0,05). A prevalência de ansiedade foi de 87,3%, sendo o nível moderado o mais prevalente (39,6%). Dentre os procedimentos odontológicos que causam mais incômodo, o motor de alta rotação foi citado por 40,1% dos entrevistados. Ao associar a presença ou ausência da ansiedade com gênero, não foi encontrado diferença estatisticamente significativa (p>0,05). Desta forma, conclui-se que a prevalência de ansiedade foi alta e a aquisição de um conhecimento mais profundo do sentimento de ansiedade são de extrema importância na execução dos procedimentos no consultório odontológico.

Descritores: Assistência Odontológica; Estresse Psicológico; Medicina do Comportamento.

Referências

  1. Bottan ER, Oglio JD, Araújo SM. Ansiedade ao Tratamento Odontológico em Estudantes do Ensino Fundamental. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2007;7(3):241-46.
  2. Medeiros LA, Ramiro FMS, Lima CAA, Souza LMA, Fortes TMV, Gropp FC. Avaliação do grau de ansiedade dos pacientes antes de cirurgias orais menores. Rev Odontol UNESP. 2013;42(5):357-63.
  3. Siviero M, Nhani VT, Prado EFGB. Análise da ansiedade como fator preditor de dor aguda em pacientes submetidos à exodontias ambulatoriais. Rev Odontol UNESP. 2008;37(4):329-36.
  4. Pereira VZ, Barreto RC, Pereira GAS, Cavalcanti HRBB. Avaliação dos níveis de ansiedade em pacientes submetidos ao tratamento odontológico. R bras ci Saúde. 2013;17(1):55-64.
  5. Udoye CI, Oginni AO, Oginni FO. Dental anxiety among patients undergoing various dental treatments in a nigerian teaching hospital. J Contemp Dent Pract. 2005;6(2):91-8.
  6. Maggirias J, Locker D. Psychological factors and perceptions of pain associated with dental treatment. Community Dent Oral Epidemiol. 2002;30(2):151-59.
  7. Corah NL. Development of a dental anxiety scale. J Dent Res. 1969;48(4):596.
  8. Pereira LHMC, Ramos DLP, Crosato E. Ansiedade e dor em odontologia – enfoque psicofisiopatológico. Rev Assoc Paul Cir Dent. 1995;49(4):285-90.
  9. Santos PAD, Campos JADB, Martins CS. Avaliação do sentimento de ansiedade frente ao atendimento odontológico.  Rev Uniara. 2007; 20:189-202.
  10. Maniglia-Ferreira C, Gurgel-Filho ED, Böneckervalverde G, Moura EH, Deus G, Coutinho-Filho T. Ansiedade odontológica: nível, prevalência e comportamento. RBPS. 2004; 17(2):51-5.
  11. Chaves AM, Loffredo LCM, Valsecki-Júnior A, Chavez OM, Campos JADB. Estudo epidemiológico da ansiedade dos pacientes ao tratamento odontológico. Rev Odontol UNESP. 2006;35(4):263-68.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-10-06
Como Citar
Figueiredo, C. H. M. da C., Coura, T. L. A. S., Oliveira, O. L. de, Silva da Penha, E., & Medeiros, L. A. D. M. de. (2020). Nível de ansiedade dos pacientes submetidos ao atendimento odontológico. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 9(4). https://doi.org/10.21270/archi.v9i4.4724
Seção
Artigos Originais