Análise dos processos instaurados no órgão de defesa do consumidor contra clínicas odontológicas

  • Lunna Farias
  • Isla Camilla Carvalho Laureano
  • Carolina Lúcio Cunha de Araújo
  • José Assis Cabral Neto
  • Catarina Ribeiro Barros de Alencar
  • Alessandro Leite Cavalcanti
Palavras-chave: Odontologia, Responsabilidade Legal, Documentos

Resumo

Introdução: Atualmente, os profissionais de Odontologia são alvos constantes de reclamações pelos consumidores desse serviço. Objetivo: Analisar os processos instaurados no Órgão de Defesa do Consumidor contra clínicas odontológicas em município do Nordeste. Material e método: Estudo transversal com amostra composta por todos os processos registrados entre janeiro de 2011 e março de 2018. A coleta de dados foi realizada por dois examinadores, sendo coletadas variáveis referentes ao número dos processos, ano de ocorrência, área de atuação odontológica, motivo da denúncia, destino do processo, solicitação requerida e tempo decorrido entre o dano e a abertura do processo. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva. Resultados: Foram encontrados 53 processos, sendo a maioria instaurado no ano de 2013 (20,8%). As áreas de atuação mais recorrentes foram Clínico Geral (37,5%) e Ortodontia (30,3%). Propaganda enganosa (28,3%) e insatisfação com o serviço (23,3%) foram os principais motivos da denúncia. Com relação ao destino do processo, a maioria foi arquivado por acordo em audiência (34,7%) ou enviado para a fiscalização (34,7%). As solicitações mais frequentes foram a restituição monetária (46,1%) e a rescisão do contrato (32,3%). O tempo decorrido entre dano e abertura do processo foi de 4,9 meses em média (Dp = 4,35). Conclusão: A maioria dos processos envolve a atuação nas áreas de Clínico Geral e Ortodontia e a propaganda enganosa é o principal motivo das denúncias. Grande parte dos autores das ações solicitaram a restituição monetária na abertura do processo e houve predomínio da resolução por acordo em audiência.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Cavalcanti AL, Silva AL do O, Santos BF, Azevedo CKR, Xavier AFC. Odontologia e o Código de Defesa do Consumidor: análise dos processos instaurados contra cirurgiões-dentistas e planos odontológicos em Campina Grande – Paraíba. Rev Odontol UNESP. 2011;40(1):6-11.

Soriano EP, Batista MIHM, Torres BO, Carvalho MVD, Campello RIC, Almeida AC, et al. Processos de âmbito odontológico instaurados em órgão de defesa do consumidor na cidade de João Pessoa/PB, Brasil. Derecho y Cambio Social. 2012; 30(9):1-11.

Pena RBJ, Correa Jr JHS, Araújo RJG, Santos LSM, Fernandes MM, Prado FP, et al. Processos éticos do Conselho Regional de Odontologia do Estado do Pará no período de 2007 a 2010. Saúde, Ética & Justiça. 2013;18(1):116-23.

Ferreira MR, Terada ASSD, Araújo LG, Paz DC, Dezem TU, Silva RHA. Correlação entre reclamações de consumidores e ações judiciais por falhas na prestação de serviços odontológicos no estado de São Paulo, Brasil. RBOL. 2018;5(1):30-9.

Pereira WA. A Responsabilidade civil do cirurgião dentista em face ao código de defesa do consumidor. Projeto Nº. F002/2005, FADIR, Universidade Federal de Uberlândia. Minas Gerais; 2005.

Malacarne GB, Silva AA. Natureza da relação profissional/paciente e do contrato. JBO. 1999;4(23):424-29.

Lino Junior HL, Terada ASSD, Silva RHA, Soltoski MPC. Levantamento de processos de responsabilidade civil envolvendo a odontologia na comarca de Londrina, Paraná, Brasil. Rev Jurídica. 2017;1(46):515-31.

Silva RHA. Orientação profissional para o cirurgião-dentista: Ética e Legislação. São Paulo: Santos; 2010.

Brasil. Código de Defesa do Consumidor. Lei nº. 8.078, de 11 de setembro de 1990. Brasília; 1990.

Garbin CAS, Garbin AJI, Rovida TAS, Saliba MTA, Dossi AP. A responsabilidade profissional do cirurgião-dentista segundo a opinião de advogados. Rev Odontol UNESP. 2009;38(2):129-34.

Raile-Ferreira M. Ações judiciais e as reclamações envolvendo a responsabilidade profissional do cirurgião-dentista no Estado de São Paulo [monografia]. Ribeirão Preto: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto USP; 2015.

De Paula FJ, Muñoz DR, Silva M, Motta MV. Reclamações fundamentadas sobre o tratamento dentário no Procon da cidade de São Paulo (2006- 2010). Rev Assoc Paul Cir Dent. 2013;67(1):56-63.

Brasil. Órgão de Defesa do Consumidor. Decreto nº 2.181 de 20 de março de 1997. Brasília; 1997.

IBGE, 2017. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - Brasil/Paraíba/Campina Grande. Panorama. População. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/campina-grande/panorama> Acesso em: 27.ago.2018.

IBGE, 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - Brasil/Paraíba/Campina Grande. Pesquisas. Índice de Desenvolvimento Humano. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/campina-grande/pesquisa/37/30255 Acesso em: 27.ago.2018.

Silva RHA, Musse JO, Melani RFH, Oliveira RN. Responsabilidade civil do cirurgião-dentista: a importância do assistente técnico. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial. 2009;14(6):65-71.

Melani RFH, Silva RD. A relação profissional-paciente. O entendimento e implicações legais que se estabelecem durante o tratamento ortodôntico. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial. 2006;11(6):104-13.

Barberino D. Sigilo profissional. In: Galvão LCC, Barbosa MBB. Seminários avançados em odontologia legal. Feira de Santana: EDUEFS; 2002.

Tanaka H. Verificação das reclamações contra cirurgiões-dentistas no Procon de Presidente Prudente/SP [dissertação]. Araçatuba: Faculdade de Odontologia de Araçatuba UNESP; 2002.

Simonetti FAA. Responsabilidade civil do cirurgião-dentista. Rev Assoc Paul Cir Dent. 1999;53(6):449-51.

Tanaka E. Responsabilidade civil do cirurgião dentista: obrigação de meio ou de resultado? In: Hironaka GMFN. Direito e responsabilidade. Belo Horizonte: Del Rey, 2002. p. 237 – 286.

Brasil. Ministério da Saúde. Direitos do paciente. Portaria nº 1286 de 26 de outubro de 1993. Brasília; 1993

Rosa FB. Dentista versus paciente ortodôntico: levantamento de problemas jurídicos nas últimas três décadas. J bras ortodontia ortop maxilar. 1998;3(13):60-76.

Lino Junior HL. Responsabilidade Civil do Cirurgião-Dentista: doutrina jurídica [Monografia]. Ribeirão Preto: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto USP; 2011.

Publicado
2020-10-22
Como Citar
Farias, L., Laureano, I. C. C., Araújo, C. L. C. de, Cabral Neto, J. A. ., Alencar, C. R. B. de ., & Cavalcanti, A. L. (2020). Análise dos processos instaurados no órgão de defesa do consumidor contra clínicas odontológicas. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(1), 100-105. https://doi.org/10.21270/archi.v10i1.4825
Seção
Original Articles