Clareamento dental de consultório e sensibilidade: relato de caso

  • Edivan Ilton Dantas da Costa
  • Thales de Queiroz Lopes
  • José Henrique de Araújo Cruz
  • Gymenna Maria Tenório Guênes
  • Luanna Abílio Diniz Melquíades de Medeiros
  • Elizandra Silva da Penha
  • Manuella Santos Carneiro Almeida
  • Camila Helena Machado da Costa Figueiredo
Palavras-chave: Clareamento Dental, Sensibilidade da Dentina, Estética Dentária

Resumo

Os tratamentos estéticos na odontologia estão sendo bastante procurados na atualidade, entre eles o clareamento dental se destaca. Desta forma, o objetivo do presente estudo foi relatar um caso clínico de clareamento dental em consultório e discutir os aspectos  relacionados à alteração de cor, bem como à sensibilidade causada pelo agente. Paciente do sexo masculino, 26 anos, leucoderma procurou atendimento odontológico da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) queixando-se da cor amarelada dos seus dentes. Sistemicamente saudável e com boa condição de saúde bucal, após exame intra-oral foi indicado clareamento dental em consultório com Whiteness HP 35%. O tratamento proposto foi iniciado na sessão seguinte com profilaxia sob uso de pedra pomes, água e escova de robinson, com posterior aplicação de barreira gengival TopDam e aplicação do gel clareador na proporção 3:1 de peróxido de hidrogênio e espessante, respectivamente, sendo realizado uma nova aplicação a cada 15 minutos, totalizando 3 aplicações em cada sessão, uma sessão semanalmente. Repetindo-se o protocolo recomendado, na terceira sessão foi realizada uma quarta aplicação do gel clareador topicamente nos quatro caninos, uma vez que estes se encontravam mais amarelados. Assim, a mudança de cor ocorreu da escala A3 para A1. O paciente foi submetido a responder dois questionários, o teste de sensibilidade pela escala de Wong e Baker, e o de satisfação do indivíduo em relação à estética do próprio sorriso. Ao término do tratamento, o grau de desconforto de sensibilidade após as sessões foi caracterizando como um desconforto que dói muito, mas perdurando apenas nas primeiras 24h, e alto nível de satisfação depois do tratamento. Portanto, o clareamento dentário é um procedimento simples, minimamente invasivo e com excelentes resultados estéticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Carvalho EM, Silva AS, Costa JF, Firoozmand LM, Silva BMAH, Lago ADN. Uso da luz no clareamento dental em consultório: há controvérsias? Rev Pesq Saúde. 2015;16(1):189-93.

Prado HD, Sartori LA. Clareamento de dentes vitais amarelados. Rev Naval Odontol. 2010;3(3):5-10.

Pasquali EL, Bertazzo CA, Anziliero L. Estudo dos efeitos do clareamento dental sobre o esmalte: uma revisão das evidências para a indicação clínica. Perspectiva Erechim. 2014;38(104):99-108.

Soares FF, Sousa JAC, Maia CC, Fontes CM, Cunha LG, Freitas AP. Clareamento em dentes vitais: uma revisão literária. Saúde.Com. 2008;4(1):72-84.

Fonseca EE, Silva EROI. Clareamento em dentes vitais [monografia]. Pindamonhangaba: Faculdade de Pindamonhangaba; 2017.

Wong DL, Baker CM. Smiling faces as anchor for pain intensity scales. Pain. 2001;89(2-3):295-300.

Fonseca AS. Odontologia estética: a arte da perfeição. São Paulo: Artes Médicas; 2008.

Roberto AR, Jassé FF, Boaventura JMC, Martinez TC, Rastelli ANS, Oliveira Júnior OB et al. Evaluation of tooth color after bleaching with and without light-activation. Rev odonto ciênc. 2011; 26(3),247-52.

Barbosa DC, De’Stefani TP, Ceretta LB, Ceretta RA, Simões PW, D’Altoé LF. Estudo comparativo entre as técnicas de clareamento dental em consultório e clareamento dental caseiro supervisionado em dentes vitais: uma revisão de literatura. Rev odontol Univ Cid São Paulo. 2017; 27(3):244-52.

Ferreira DO, Azevedo JF, Cavalcante AN. Estudo da dessensibilização prévia ao clareamento dental em consultório: uma revisão de literatura. RFO UFBA. 2014;44(1):49-56.

Godoy CEM. Efeito de dois agentes dessensibilizantes sobre o grau de clareamento e sensibilidade da dentina, aplicados previamente ao clareamento de consultório–ensaio clínico controlado, randomizado, duplo-cego [dissertação]. Cascavel: Unioeste; 2016.

Gomes AMRT. Sensibilidade pós-clareamento: revisão de literatura [monografia]. Campina Grande; UEPB; 2014.

Silva LVF, Silva ARJ, Costa Figueiredo CHM, Penha ES, Guênes, GMT. Efeito do laser infravermelho como terapia para sensibilidade dentinária decorrente de clareamento dental de consultório. Arch Health Invest. 2018;7(Spec Iss 7):48.

Penha ES, Pinto WT, Santos RL, Guênes GMT, de Medeiros LA, Lima AMA. Avaliação de diferentes sistemas de clareamento dental de consultório. RFO UPF. 2015;20(3):281-86.

Jesus AB. Sensibilidade dental após o tratamento clareador [monografia]. Londrina: Universidade Estadual de Londrina; 2017.

Leonard JR, Ralph H, Smith LR, Garland GE, Tiwana KK, Zaidel LA et al. Evaluation of side effects and patients' perceptions during tooth bleaching. J Esthet Restor Dent. 2007;19(6):355-64.

Palomino K. Avaliação de agentes remineralizadores e dessensibilizantes no tratamento de clareamento dental: estudo in vitro [tese]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo, USP; 2013.

Oliveira JAG, Cunha VDPP, Fajardo RS, Rezende MCRA. Clareamento dentário x autoestima x autoimagem. Arch Health Invest. 2014;3(2):21-25.

Publicado
2020-10-22
Como Citar
Costa, E. I. D. da, Lopes, T. de Q., Cruz, J. H. de A., Guênes, G. M. T., Medeiros, L. A. D. M. de, Penha, E. S. da, Almeida, M. S. C., & Figueiredo, C. H. M. da C. (2020). Clareamento dental de consultório e sensibilidade: relato de caso. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(1), 72-77. https://doi.org/10.21270/archi.v10i1.4848
Seção
Original Articles