Fixação cirúrgica de fratura oblíqua de mandíbula utilizando lag screw: relato de caso

  • Maísa de Oliveira Aguillera
  • Gustavo Silva Pelissaro
  • José Carlos Garcia de Mendonça
  • Janayna Gomes Paiva Oliveira
  • Alana Oswaldina Gavioli Meira dos Santos
  • Ellen Cristina Gaetti Jardim

Resumo

A mandíbula se configura como um dos ossos mais acometidos por trauma no esqueleto maxilofacial em virtude de sua projeção anteriorizada. Sua localização está associada a direção e força do impacto, ocorrendo mais frequentemente na região de ângulo mandibular seguidas de sínfise e corpo. O tratamento de qualquer tipo de fratura consiste na redução e fixação dos fragmentos ósseos, o mais precoce possível, assim que as condições gerais do paciente permita. Este trabalho tem como objetivo descrever uma das técnicas de fixação interna rígida mandibular, utilizando parafusos na técnica lag screw. Relato de caso: Paciente, 37 anos, gênero feminino, compareceu ao pronto atendimento do Hospital Maria Aparecida Pedrossian com histórico de agressão física cursando com dificuldades de mastigação, apresentando ao exame tomográfico fratura de corpo mandibular com moderado deslocamento e em posição oblíqua. Diante do exame clinico e tomográfico, optou-se como conduta terapêutica o tratamento cirúrgico sob anestesia geral por meio da técnica lag screw que se mostrou uma técnica com resultado satisfatório até o momento e menos oneroso para o sistema publico de saúde.

Descritores: Mandíbula; Fixação de Fratura; Cirurgia Bucal.

Referências

  1. Flandes MP, Dias LBGM, Paulesini Junior W. Fratura de mandíbula – relato de caso. Rev Odontol Univ Cid São Paulo. 2019; 31(2):205-12.
  2. Zamboni RA, Wagner JCB, Volkweis MR, Gerhardt EL, Buchmann EM, Bavaresco CS. Levantamento epidemiológico das fraturas de face do Serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre – RS. Rev Col Bras Cir. 2017; 44(5):491-97.
  3. Dantas BPSS, Fialho PV, Fernandes ACF, Silva DT, Queiroz CS. Fratura complexa de mandíbula: relato de caso. Rev Odontol Araçatuba. 2017; 38(3):43-8.
  4. Hupp JR, Ellis III E, Tucker MR. Cirurgia Oral e Maxilofacial. 5.ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2009.
  5. Wang R, Liu Y, Wang JH, Baur DA. Effect of interfragmentary gap on the mechanical behavior of mandibular angle fracture with three fixation designs: A finite element analysis. J Plast Reconstr Aesthet Surg. 2017;70(3):360-69. 
  6. Brons R, Boering G. Fractures of the mandibular body treated by stable internal fixation: a preliminary report. J Oral Surg. 1970;28(6):407-15.
  7. Campolongo GD, Barros TP, Amantéa DV. Fixação das fraturas mandibulares, utilizando a técnica lag screw associada à sedação: relado de caso. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2005, 5(1):39-44.
  8. Fonseca RJ, Walker RV, Barber HD, Powers MP, Frost DE. Trauma Bucomaxilofacial. 4.ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2015.
  9. Miloro M, Ghali GE, Larsen PE, Waite PD. Princípios de cirurgia bucomaxilofacial de Peterson. 3.ed. São Paulo: Santos; 2016.
  10. El-Anwar MW, Sweed AH, Abdulmonaem G. Mental Foramen Relation to Mandibular Fracture. J Craniofac Surg. 2016;27(8):e743-e745. 
  11. Mendonça JCG, Gaetti Jardim EG, Manrique GR, Freitas GP. Acesso cirúrgico para tratamento de fraturas mandibulares: Revisão de literatura. Arch Heath Invest. 2013;2(2):19-23.
  12. Ramalho RA, Araújo FAC, Santos FSM, Caubi AF, Sobreira T. Tratamento de fratura de mandibula: miniplacas e parafusos x lag screws - relato de caso. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2011;11(1):9-12.
  13. Pereira ICS, Galdino AS, Palitó APPG, Santos TL, Barros F, Sobreira T. Redução cirúrgica de fratura mandibular oblíqua: parafusos transcorticais x placas de titânio - relatos de caso. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac. 2011;11(3):69-76.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-29
Como Citar
Aguillera, M. de O., Pelissaro, G. S. ., Mendonça, J. C. G. de ., Oliveira, J. G. P. ., Santos, A. O. G. M. dos ., & Gaetti Jardim, E. C. (2020). Fixação cirúrgica de fratura oblíqua de mandíbula utilizando lag screw: relato de caso. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 9(6), 670-673. https://doi.org/10.21270/archi.v9i6.4985
Seção
Artigos Originais