Glossite migratória benigna em crianças com idade pré-escolar

Palavras-chave: Glossite Migratória Benigna, Pré-Escolar, Odontopediatria

Resumo

A glossite migratória benigna (GMB), também conhecida como língua geográfica (LG) ou eritema migratório (EM), é uma condição benigna comum de etiologia ainda desconhecida, entretanto, acredita-se que fatores psicossomáticos, imunológicos, infecciosos e nutricionais estejam associados. Essa condição acomete exclusivamente a língua, caracterizada por áreas erosivas migratórias, isoladas ou múltiplas. Esse estudo tem como objetivo realizar uma revisão de literatura acerca da existência dessa patologia em crianças com idade pré-escolar, assim como esclarecer seus aspectos fisiopatológicos. Foram analisados artigos científicos selecionados através das plataformas Google Acadêmico, Scientific Electronic Library Online (SCIELO) e Portal Regional da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), no período de 2000 a 2019. A pesquisa nas plataformas se deu através dos descritores MeSH: Glossite migratória benigna; Língua Geográfica; Pré-Escolares; Odontopediatria. Após a análise dos dados encontrados, observou-se que tal condição tem aspecto clínico multiforme, destacando-se a presença de lesões erosivas eritematosas com bordas irregulares, cinzento-esbranquiçada, que lembram os contornos de um mapa geográfico e que, após normalizarem, podem retornar no mesmo local ou em áreas diferentes, o que confere a aparência migratória. Portanto, é uma anomalia benigna que ocorre principalmente na primeira infância, sendo sua morfologia bastante variada e sem evidências significativas que haja predileção ao sexo. O tratamento é inespecífico e adequado aos sintomas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Santos KSS, Monezi LLL, Caldas LTS. Glossite migratória benigna em paciente pediátrico: Relato de caso. Rev Odontol Araçatuba. 2018;9(3):39-42.

Scariot R, Batista TBD, Olandoski M. Host and clinical aspects in patients with benign migratory glossitis. Arch Oral Biol. 2017;73:259-68.

Prinz H. Wandering Rash of the Tongue (Geographical Tongue). Dental Cosmos. 1927; 69:272-75.

Carvalho FVQ, Trigueiro M, Mangueira DRB. Glossite migratória benigna ou língua geográfica: relato de caso clínico. Int J Dent. 2010;9(3):165-68.

Nandini DB. Paediatric Geographic Tongue: a case report, review and recent updates. J Clin Diagn Res. 2016;10(2):5-9.

Hooda A, Rathee M, Gulia J, Yadav S. Benign migratory glossitis: a review. Int J Family Pract. 2011;9(2):1-7.

Assimakopoulos D, Patrikakos G, Fotika C, Elisaf M. Benign migratory glossitis or geographic tongue: an enigmatic oral lesion: an enigmatic oral lesion. Am J Med. 2002; 113(9):751-55.

Shareef S, Ettefagh L. Geographic Tongue. 2020. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2021.

Picciani B, Santos VC, Teixeira-Souza T, Izahias LM, Curty A, Avelleira JC et al. Investigation of the clinical features of geographic tongue: unveiling its relationship with oral psoriasis. Int J Dermatol. 2017;56(4):421-27.

Pérez FH, Aveldañez AJ, Ruvalcaba MLU, Barcelot MD, Camacho MEI, Memije MEV et al. Prevalence of oral lesions in patients with psoriasis. Med Oral Patol Oral Cir Bucal. 2008;1(13):703-8.

Ogueta CI, Ramírez PM, Jiménez OC, Cifuentes MM. Geographic Tongue: What a Dermatologist Should Know. Actas Dermosifiliogr (Engl Ed). 2019;110(5):341-46.

Brandão AFM. Manifestações Orais na Psoríase [dissertação]. Gandra: Instituto Universitário de Ciências da Saúde; 2016.

Picciani BLS, Domingos TA, Teixeira-Souza T, Santos VCB, Gonzaga HFS, Cardoso-Oliveira J et al. Geographic tongue and psoriasis: clinical, histopathological, immunohistochemical and genetic correlation: a literature review. An Bras Dermatol. 2016; 91(4):410-21.

Gonzaga HF, Torres EA, Alchorne MM, Gerbase-Delima M. Both psoriasis and benign migratory glossitis are associated with HLA-Cw6. Br J Dermatol. 1996;135(3):368-70.

Jainkittivong A, Langlais RP. Geographic tongue: clinical characteristics of 188 cases. J Contemp Dent Pract. 2005;6(1):123-35

Hubiche T, Valenza B, Chevreau C, Fricain JC, Del Giudice P, Sibaud V. Geographic tongue induced by angiogenesis inhibitors. Oncologist. 2013;18(4):e16-7.

Dafar A, Çevik-Aras H, Robledo-Sierra J, Mattsson U, Jontell M. Factors associated with geographic tongue and fissured tongue. Acta Odontol Scand. 2016;74(3):210-16.

Marks R, Czarny D. Geographic tongue: sensitivity to the environment. Oral Surg Oral Med Oral Pathol. 1984;58(2):156-59.

Pugliese NS, Araujo VC, Birman EG, Araujo NS. Prevalência da língua geográfica, língua fissurada, língua pilosa e da glossite mediana rômbica em escolares do município de São Paulo. Rev odontol Univ São Paulo. 1972; 10:139-42.

Sigal MJ, Mock D. Symptomatic benign migratory glossitis: report of two cases and literature review. Pediatr Dent. 1992;14(6): 392-96.

Loffredo LCM, Machado JAC. Prevalência da língua geográfica, língua fissurada e glossite romboide mediana, em escolares de Ibaté-SP, no ano de 1980. Rev Odontol UNESP. 1983;12(112):71-5.

Rodrigues DA, Tomimori J, Floriano MC, Mendonça S. Atlas de dermatologia em povos indígenas. São Paulo: UNIFESP; 2010.

Curvelo JAR, Janini MER. Protocolo clínico para o tratamento da ardência/queimação bucal. CRO-RJ [Internet]. 2014 [citado 2020 Abr 5]. Disponível em: encurtador.com.br/irvwI.

Pereira KMA, Nonaka CFW, Santos PP, Medeiros AMC, Galvão HC. Coexistência incomum de cisto linfoepitelial oral e glossite migratória benigna. Rev Bras Otorrinolaringol. 2009;75(2):318.

Regezi JA, Sciubba JJ, Jordan RCK. Patologia Bucal: Correlações clinico-patológicas. 5.ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2008.

Lizarelli RFZ. Protocolos Clínicos Odontológicos: uso do laser de baixa intensidade. 4.ed. São Carlos: Return Propaganda e Criatividade; 2010.

Migliari DA, Birman EG, Silveira FRX, Santos GG, Marcucci G, Weinfeld L et al. O. Fundamentos de Odontologia: Estomatologia; 2005.

Cerebiari DP, Moriez RP, Sanjar FA, Rapoport PB, Moretti G, Guerra MM. Síndrome da boca ardente: etiologia. Rev Bras Otorrinolaringol. 2006;72(3):419-24.

Oliveira LC, Silva C, Sakashita MS. Glossite migratória benigna (língua geográfica). Arch Health Invest. 2017:6(Spec 3):81.

Silva RL, Simonato LE. Língua geográfica – uma alteração comum na população. Arch Health Invest. 2017:6(Spec 3):78.

Publicado
2021-05-04
Como Citar
Andrade, M. A., Moura, A. B. R., Silva, I. L., Moura, Ângelo L. D. A. de, Pereira, L. da S., Alencar, A. A., Araújo, V. F. . de, Oliveira, W. H. . M. de S. L., Cambuí, G. da F., Cardoso, T. B., Alves, M. A. S. G., & Oliveira Filho, A. A. de. (2021). Glossite migratória benigna em crianças com idade pré-escolar. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(5), 765-769. https://doi.org/10.21270/archi.v10i5.5036
Seção
Original Articles