Inclusão dos temas de gestão nos currículos dos cursos de graduação em Odontologia no Brasil

Palavras-chave: Educação em Odontologia, Organização e Administração, Recursos Humanos em Odontologia

Resumo

Introdução e objetivo: Considerando a escassez de disciplinas que abordem a intrínseca relação entre a área da saúde, especificamente a odontologia, e a administração, nas grades curriculares dos cursos de graduação em Odontologia espalhados pelo país, o presente estudo teve como objetivo avaliar a inclusão dos temas da área de gestão nos currículos dos cursos de graduação em odontologia, conforme determinam as Diretrizes Curriculares Nacionais de 2002. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, cuja população foi constituída por todas as faculdades registradas junto ao Conselho Federal de Odontologia. A coleta dos dados foi realizada através dos sites institucionais das faculdades, por meio da análise das ementas e planos de curso de graduação em odontologia, no período de junho a setembro de 2016. Resultados: Verificou-se a existência de 220 faculdades de odontologia no Brasil. O estado de São Paulo concentrava 21,4% das instituições; 71,69% divulgavam suas informações curriculares no site; 36,97% ofertavam disciplinas da área de gestão e 7,56% ofertam conteúdos de gestão através de outras disciplinas. Conclusão: Em função da inobservância de um percentual expressivo de cursos de odontologia que atendam à determinação da inclusão da formação em gestão nas matrizes dos cursos de odontologia no Brasil, pode-se concluir que esta ainda é bastante incipiente e que, possivelmente, os egressos destes cursos apresentam um significativo déficit de formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ceccon MF. A odontologia em prova. Revista da APCD, 2000;5(54), 353.

Limeira FIR, Rebouças PRM, Rocha EALSS, Catão MHCV. O ensino de gestão nos cursos de graduação em Odontologia no Brasil. Revista da ABENO, 2018;18 (1):161-169.

Ceccim RB, Feuerwerker LCM. O Quadrilátero da Formação para a Área da Saúde: Ensino, Gestão, Atenção e Controle Social. Rev. Saúde Coletiva, 2004;14(1):41-65.

Hamel G, Prahalad CK. Competindo pelo futuro. Revista de Administração de Empresas, 1995;35(5):83-84.

BRASIL. Ministério da Educação; Ministério da Saúde (2006). Trajetória dos cursos de graduação na saúde 1991 – 2004. Brasília: INEP/MEC. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/488631. Acesso em: 12 de maio de 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (2002). Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES, 19 de fevereiro de 2002. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia. Brasília. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES032002.pdf. Acesso: 15 de maio de 2020.

Garbin CAS et al. O papel das universidades na formação de profissionais na área de saúde. Rev. da ABENO, São Paulo, 2006.

Peres AS, Bastos JRM, Lauris JRP, Silva RPR, Silva HM, César Lopes Junior CL. Responsabilidade administrativa do gestor de saúde. Revista da ABENO, 2006;6(1):42-8.

Kassis E. Porque alguns fazem sucesso em odontologia. São Paulo: Livraria e Editora Tota, 2007.

Silva RHA, Maia Júnior AF, Pereira AFF, Capelozza ALA, Dossi AP, Silva AA et al. Orientação profissional para o cirurgião-dentista: ética e legislação. São Paulo: Santos, 2011.

Oliveira IF, Vilar RV. Mercado de trabalho em constante transformação: conheça as novas discussões e reformule suas ideias. Prêmio Sinog de Odontologia – Trabalhos premiados 2005 a 2009. São Paulo, 2010.

Publicado
2020-10-06
Como Citar
Oliveira, J. J. M. de, Almeida, N. N., Farias, M. F., Andrade, K. da S., Silva, F. V. D., & Lima Júnior, M. A. V. (2020). Inclusão dos temas de gestão nos currículos dos cursos de graduação em Odontologia no Brasil. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(1), 82-86. https://doi.org/10.21270/archi.v10i1.5149
Seção
Original Articles