Abordagem intrabucal para exérese de sialolito na glândula sublingual: relato de caso

  • Carla Cecília Lira Pereira de Castro Faculdade de Odontologia – FOP/UPE, Universidade de Pernambuco – UPE, 50100-130 Recife - PE, Brasil http://orcid.org/0000-0003-1128-3643
  • Éwerton Daniel Rocha Rodrigues Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, Hospital Universitário Oswaldo Cruz - HUOC, Universidade de Pernambuco – UPE 50100-130 Recife-PE, Brasil http://orcid.org/0000-0003-1969-8288
  • Belmiro Cavalcanti do Egito Vasconcelos Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, Hospital Universitário Oswaldo Cruz - HUOC, Universidade de Pernambuco – UPE 50100-130 Recife-PE, Brasil http://orcid.org/0000-0002-6515-1489
  • Thaís Cristina Araújo Moreira Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí, Universidade Federal do Piauí – UFPI, 64049-550 Ininga – PI, Brasil http://orcid.org/0000-0003-4481-4543
Palavras-chave: Glândula Sublingual, Cálculos dos Ductos Salivares, Cálculos das Glândulas Salivares, Diagnóstico Bucal

Resumo

A sialolitíase é uma patologia que afeta as glândulas salivares e tem como patogênese a obstrução dos ductos dessas glândulas, causando uma diminuição do fluxo salivar. O local de acometimento depende da anatomia e de fatores fisiológicos inerentes a cada glândula. O presente estudo tem como objetivo relatar um caso de sialolitíase da glândula sublingual, evidenciando diagnóstico e terapêutica. O relato de caso trata-se de paciente do gênero feminino, 53 anos de idade, melanoderma, apresentou-se ao ambulatório do serviço de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí, queixando-se de sensação álgica e desconforto associado ao aumento de volume na região sublingual, com sintomatologia aumentada durante as refeições. No exame extrabucal não se observaram alterações. Entretanto, no exame intrabucal podia ser observado um aumento de volume endurecido e consistente à palpação, associado a desconforto. Ao exame radiográfico foi observado uma área radiopaca, circunscrita e com limites bem definidos, sugestiva de sialolito. O tratamento proposto foi a excisão cirúrgica sob anestesia local. Foi realizado bloqueio do nervo lingual e anestesia infiltrativa no soalho bucal (lidocaína 1:100.00 com epinefrina) e incisão póstero-anterior após identificação da área, seguida de dissecção romba. Após a remoção do cálculo, foi realizada a sutura com vicryl 4-0. A paciente foi acompanhada durante 09 meses e observou-se reparo tecidual satisfatório, remissão da sintomatologia e a função normal da glândula. Conclui-se que a abordagem de tratamento depende do tamanho e da localização do sialolito, sendo sempre preferível métodos minimamente invasivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Hong KH, Yang YS. Sialolithiasis in the sublingual gland. J Laryngol Otol. 2003;117(11):905-7.

Lustmann J, Regev E, Melamed Y. Sialolithiasis on 245 patients and a review of the literature. Int J Oral Maxillofac Surg. 1990;19:135-38

Su Y, Zhang K, Ke Z, Zheng G, Chu M, Liao G. Increased calcium and decreased magnesium and citrate concentrations of submandibular/sublingual saliva in sialolithiasis. Arch Oral Biol. 2010;55(1):15-20.

Ruiz R, Brygo A, Nicot R, Ferri J. Sialolithiasis removal under general anesthesia: A descriptive retrospective study in the maxillofacial surgery department in Lille University Hospital. J Stomatol Oral Maxillofac Surg. 2018;119(2):97-101.

Duong LT, Kakiche T, Ferré F, Nawrocki L, Bouattour A. Management of anterior submandibular sialolithiasis. J Oral Med Oral Surg. 2019;25(2):16.

Starling CR, Silva DT, Falcão AFP. Sialolitíase em glândula sublingual: relato de caso clínico. R Ci med biol. 2012;11(3):346-50.

Pizzirani C, Capuano A, Gemesio B, Simondi R. Considerazioni clinico-statistiche su 102 casi di calcolosi salivare. Mondo Odontostomatol. 1985:27:41-51.

Kawakami RY, Padovan LEM, Matsumoto MA, Ribeiro Júnior PD, Fraga SC. Sialolitíase recorrente: relato de caso clínico. Rev Fac Odontol Lins. 1997:10(1):33-9.

Castro AL. Estomatologia. 2.ed. São Paulo: Santos; 1995.

Kawata LT, Baldan RCF, Moraes NP, Biazolla ER. Sialolitíase em ducto de glâandula submandibular: relato de dois casos clínicos. Rev Odontol Araçatuba. 2006;27(1):14-18.

Nahlieli O, Baruchin AM. Sialoendoscopy: three years’ experience as a diagnostic and treatment modality. J Oral Maxillofac Surg. 1997;55:912

Iro H, Zenk J. Laser lithotripsy of salivary duct stones. Adv Otorhinolaryngol.1995;49:148–52.

Benazzou S, Salles F, Chenet F, Chossegros C. Exérèse des lithiases postérieures de la glande submandibulaire par abord endobuccal Transoral removal of submandibular hilar calculi. Rev Stomatol Chir Maxillofac. 2008;109:163-66.

Publicado
2021-02-24
Como Citar
Lira Pereira de Castro, C. C., Rodrigues, Éwerton D. R., Vasconcelos, B. C. do E., & Moreira, T. C. A. (2021). Abordagem intrabucal para exérese de sialolito na glândula sublingual: relato de caso. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(3), 427-430. https://doi.org/10.21270/archi.v10i3.5185
Seção
Original Articles