Potencial bioativo dos flavonoides vitexina, tilirosideo e 5,7-dihidroxi-3,8,4'-trimetoxi no tratamento de doenças crônicas e neoplasias do sistema gastrointestinal e excretor

  • Aleson Pereira de Sousa Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos, Universidade Federal da Paraíba (DITM/UFPB) 58051-970 - João Pessoa – PB, Brasil
  • Diégina Araújo Fernandes Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, 58033-455, João Pessoa-PB, Brasil
  • Maria Denise Leite Ferreira Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, 58033-455, João Pessoa-PB, Brasil
  • Laísa Vilar Cordeiro Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, 58033-455, João Pessoa-PB, Brasil
  • Helivaldo Diógenes da Silva Souza Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, 58033-455, João Pessoa-PB, Brasil
  • Maria de Fátima Vanderlei de Souza Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, 58033-455, João Pessoa-PB, Brasil
  • Hilzeth de Luna Freire Pessoa Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, 58033-455, João Pessoa-PB, Brasil
  • Abrahão Alves de Oliveira Filho Unidade Acadêmica de Ciências Biológicas, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG 58428-830 Campina Grande – PB, Brasil
  • Rita de Cássia da Silveira e Sá Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos, Universidade Federal da Paraíba (DITM/UFPB) 58051-970 - João Pessoa – PB, Brasil
Palavras-chave: Produtos Naturais, Simulação por Computador, Doença Crônica

Resumo

As doenças crônicas representam o principal grupo de doenças com elevados índices de mortalidade. Dessa forma, a utilização de plantas medicinais por adultos no tratamento de enfermidades ou amenização de seus sintomas é uma prática alternativa que vem sendo adotada mundialmente. O avanço científico e a modernização contribuem substancialmente para descoberta de substâncias naturais para produção de novos fármacos, com uma grande possibilidade de terem menor grau de toxicidade. Algumas dessas plantas são ricas em moléculas dotadas de potencial biotecnológico, como os flavonoides. O presente estudo avaliou o perfil bioativo in silico de três flavonoides: tilirosídeo (Kaempferol-3-O-β-D-(6”-Ep-coumaril) glucopiranosideo), Pg-1 (5,7-dihidroxi-3,8,4'-trimetoxi) e vitexina (5,7,4'-trihidroxiflavona-8-C-β-glucopiranosideo). Foi abordada a ação preditiva antineoplásica em órgãos do sistema gastrointestinal e urinário e a atividade protetora contra doenças crônicas (diabetes, hipertensão, catarata, osteoporose, hipercolesterolemia, disfunção de tireoide e doenças renais). O estudo demonstrou que a vitexina apresentou efeito antidiabetes (tipo II) e antihipercolesterolemia; o tilirosideo, atividade antidiabetes (tipo I), antihipercolesterolemia, antihipóxico, antinefrítico e antiosteoporótico, e o Pg-1, ação anticatarata, anti-hipertensiva e antitireoidiana. A avaliação da probabilidade do potencial antineoplásico mostrou que a vitexina possui melhor potencial anticâncer no pâncreas, estômago, bexiga e rim, e efeito anti - Helicobacter pylori. O Pg-1 apresentou maior atividade anticâncer no cólon e na região cólon-retal. O tilirosideo, apesar de exibir menor efeito em relação às demais substâncias, evidenciou atividade satisfatória anticâncer pancreática e cólon-retal. Portanto, estas moléculas podem tornar-se importantes candidatas a fármacos naturais como recurso terapêutico de combate a doenças crônicas e ao câncer do sistema gastrointestinal e urinário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Souza MFM, Malta DC, França EB, Barreto ML. Changes in health and disease in Brazil and its States in the 30 years since the Unified Healthcare System (SUS) was created. Ciênc saúde coletiva. 2018; 23(6):1737-50.

Istilli, PT, Teixeira, CRDS, Zanetti, ML, Lima, RAD, Pereira, MCA, Ricci, WZ. Avaliação da mortalidade prematura por doença crônica não transmissível. Rev Bras Enferm. 2020;73(2): e20180440.

Lucena, JAS, Guedes, JPM. Uso de fitoterápicos na prevenção e no tratamento da hipertensão arterial sistêmica. REBES. 2020; 10(1):15-22.

Sezgin Y. The approach to phytotherapy applications: a case report of hyperkalemia. Acta Endocrinol (Buchar). 2020;16(1):95-96.

Li Z, Zhang H, Li Y, Chen H, Wang C, Wong VKW et al. Phytotherapy using blueberry leaf polyphenols to alleviate non-alcoholic fatty liver disease through improving mitochondrial function and oxidative defense. Phytomedicine. 2020;69:153209.

Liu YJ, Zhan J, Liu XL, Wang Y, Ji J, He QQ. Dietary flavonoids intake and risk of type 2 diabetes: a meta-analysis of prospective cohort studies. Clin Nutr. 2014;33(1):59-63.

Owona BA, Abia WA, Moundipa PF. Natural compounds flavonoids as modulators of inflammasomes in chronic diseases. Int Immunopharmacol. 2020;84:106498.

Rakib A, Ahmed S, Islam MA, Haye A, Uddin SMN, Uddin MMN et al. Antipyretic and hepatoprotective potential of Tinospora crispa and investigation of possible lead compounds through in silico approaches. Food Sci Nutr. 2019;8(1):547-56.

Montenegro CA, Gonçalves GF, Oliveira Filho AA, Lira AB, Cassiano TTM, Lima NTR et al. In silico study and bioprospection of the antibacterial and antioxidant effects of flavone and its hydroxylated derivatives. Molecules. 2017;22(6):869.

Bodakhe SH, Ram A, Verma S, Pandey DP. Anticataract activity of rhamnocitrin isolated from Bauhinia variegata stem bark. Orient Pharm Exp Med. 2012;12(3):227-32.

Ferreira AC, Rosenthal D, Carvalho DP. Thyroid peroxidase inhibition by Kalanchoe brasiliensis aqueous extract. Food Chem Toxicol. 2000;38(5):417-21.

Yao Y, Cheng XZ, Wang LX, Wang SH, Ren G. Major phenolic compounds, antioxidant capacity and antidiabetic potential of rice bean (Vigna umbellata L.) in China. Int J Mol Sci. 2012;13(3):2707-16.

Mali VR, Mohan V, Bodhankar SL. Antihypertensive and cardioprotective effects of the Lagenaria siceraria fruit in NG-nitro-L-arginine methyl ester (L-NAME) induced hypertensive rats. Pharm Biol. 2012;50(11):1428-35.

Luhata, LP, Luhata, WG. Tiliroside: biosynthesis, bioactivity and structure activity relationship (SAR)-A review. J Phytophatmacol, 2017;6:343-8.

Xue HF, Ying ZM, Zhang WJ, Meng YH, Ying XX, Kang TG. Hepatic, gastric, and intestinal first-pass effects of vitexin in rats. Pharm Biol. 2014;52(8):967-71.

Scarpa ES, Emanuelli M, Frati A, Pozzi V, Antonini E, Diamantini G, Di Ruscio G, Sartini D, Armeni T, Palma F, Ninfali P. Betacyanins enhance vitexin-2-O-xyloside mediated inhibition of proliferation of T24 bladder cancer cells. Food Funct. 2016;7(12):4772-80.

Tsimplouli C, Demetzos C, Hadzopoulou-Cladaras M, Pantazis P, Dimas K. In vitro activity of dietary flavonol congeners against human cancer cell lines. Eur J Nutr. 2012;51(2):181-90.

Jahaniani F, Ebrahimi SA, Rahbar-Roshandel N, Mahmoudian M. Xanthomicrol is the main cytotoxic component of Dracocephalum kotschyii and a potential anti-cancer agent. Phytochemistry. 2005;66(13):1581-92.

Publicado
2021-03-02
Como Citar
Sousa, A. P. de, Fernandes, D. A., Ferreira, M. D. L., Cordeiro, L. V., Souza, H. D. da S., Souza, M. de F. V. de, Pessoa, H. de L. F., Oliveira Filho, A. A. de, & Sá, R. de C. da S. e. (2021). Potencial bioativo dos flavonoides vitexina, tilirosideo e 5,7-dihidroxi-3,8,4’-trimetoxi no tratamento de doenças crônicas e neoplasias do sistema gastrointestinal e excretor. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(3), 373-376. https://doi.org/10.21270/archi.v10i3.5195
Seção
Original Articles