Estratégia de educação em saúde para jovens: relato de experiência em grupo de estudantes

  • João Pedro de Santana Silva Curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN
  • Maria Amélia Pires Soares da Silva Curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN
  • Natiely Martins Leite Curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN
  • Adriana Gomes Magalhães Professora Adjunta do Curso de Fisioterapia da Faculdade de Ciência da Saúde do Trairí - UFRN
  • Laiane Santos Eufrásio Professora Adjunta do Curso de Fisioterapia da Faculdade de Ciência da Saúde do Trairí - UFRN
Palavras-chave: Promoção da Saúde, Educação em Saúde, Fisioterapia

Resumo

O trabalho tem como objetivo relatar a experiência de uma ação de educação em saúde voltada para o público jovem, participantes de um curso preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio. A ação foi desenvolvida no próprio curso, pelos discentes de graduação em fisioterapia, participantes de um projeto de extensão. Para isso, utilizou-se a metodologia de sala de aula invertida com abordagem teórico-prática para a ação. Antes dela acontecer, a educação permanente em saúde foi utilizada para os estudantes de graduação, como forma de adquirir conhecimento sobre o assunto a ser abordado. Os temas abordados foram prevenção do suicídio, conscientização da saúde do períneo, prevenção de doenças cardiovasculares, prevenção do câncer de intestino. Foi possível observar que a experiência promoveu um meio de empoderamento e conscientização para os jovens, uma vez que mostraram empolgação, assim como uma vivência de educação em saúde, ensino e humanização para os graduandos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Malta DC, Neto OLM, Silva MMA, Rocha D, Castro AM, Reis AAC, Akerman M. National Health Promotion Policy (PNPS): chapters of a journey still under construction. Ciênc Saúde Coletiva. 2016;21(6):1683-94.

Malta DC, Reis AAC, Jaime PC, Neto OLM, Silva MMA, Akerman M. Ciênc Saúde Coletiva. 2018; 23(6):1799-809.

Gonçalves CB, Pinto ICM, França T, Teixeira CM. The resumption of the implementation process of the National Permanent Health Education Policy in Brazil). Saúde Debate. 2019;43(esp.1):12-23.

Almeida ER, Moutinho CB, Leite MTS.Family health nurses’ teaching practice in the health education development. Interface. 2016; 20(57):389-401.

Santili PGJ, Tonhom SFR, Marin MJS. Educação em saúde: algumas reflexões sobre sua implementação pelas equipes da Estratégia Saúde da Família. Rev Bras Promoç Saúde. 2016;29(Supl):102-10.

Viero VDSF, Farias JMD, Ferraz F, Simões PW, Martins JA, Ceretta LB. Educação em saúde com adolescentes: análise da aquisição de conhecimentos sobre temas de saúde. Esc Anna Nery. 2015;19(3):484-90.

Sousa BSA, Almeida CAPL, Carvalho HEF, Gonçalves LA, Cruz JN. A enfermagem no cuidado da criança autista no ambiente escolar. Saúde e Pesqui. 2018;11(1):163-70.

França T, Medeiros KR, Belisario SA, Garcia AC, Pinto ICM, Castro JL et al. Continuous Health Education policy in Brazil: the contribution of the Teaching-Service Integration Standing Committees. Ciênc Saúde Coletiva. 2017;22(6):1817-28.

Shackleton N, Jamal F, Viner RM, Dickson K, Patton G, Bonell C. School-Based Interventions Going Beyond Health Education to Promote Adolescent Health: Systematic Review of Reviews. J Adolesc Health. 2016;58(4):382-96.

Batra BS, Collins H. Effect of health education on adolescent girls’ knowledge about family life education. Int J Health Care Edu Med Inform. 2019;6(1):3-5

Monteiro RJS, Oliveira MPCA, Belian RB, Lima LS, Santiago ME, Gontijo DT. DECIDIX: meeting of the Paulo Freire pedagogy with the serious games in the field of health education with adolescentes. Ciênc Saúde Coletiva. 2018;23(9):2951-962.

Koudenburg N, Jetten J, Dingle GA. Personal autonomy in group-basead interventions. Eur J Soc Psychol. 2017;47(5):653-60.

Alves NS, Portela ERM, Gonçalves FS, Guimarães TS, Alencar AJF, Mendes ES et al. Perspectivas sobre o trabalho do fisioterapeuta na atenção básica: uma revisão integrativa. Rev CPAQV. 2020;12(1):1-8.

Cotta RMM, Ferreira ES. Mapas conceituais e aula invertida: benefícios para o processo de ensino e aprendizagem sobre as políticas de saúde. RIEU. 2019;2(1):22-32.

Almeida ER, Moutinho CB, Leite MTS. Family health nurses’ teaching practice in the health education development. Interface. 2016;20 (57):389-401.

Maniva SJCF, Carvalho ZMF, Gome RKG, Carvalho REFL, Ximenes LB, Freitas CHA. Educational technologies for health education on stroke: an integrative review. Rev Bras Enferm. 2018;71(4):1724-31.

Assenheimer A, Moura D, Brum ZP, Fontana RT, Guimarães CA, Soares NV, Lucca JCP. Comunicação interpessoal enquanto fator para a humanização do cuidado. RICSB. 2018;2(2):1-9.

Bolleia VR, Cesaretti MLR. Sala de aula invertida na educação para as profissões de saúde: conceitos essenciais para a prática. Rev Eletr Farm. 2017;14(1):39-48.

Carvalho, VL, Oliveira, ALC. Interface entre a saúde coletiva e a fisioterapia: avaliação da política educacional. Fisioter Bras. 2016; 17(4):428-34.

Publicado
2021-05-04
Como Citar
Silva, J. P. de S., Silva, M. A. P. S. da, Leite, N. M., Magalhães, A. G., & Eufrásio, L. S. (2021). Estratégia de educação em saúde para jovens: relato de experiência em grupo de estudantes. ARCHIVES OF HEALTH INVESTIGATION, 10(5), 838-843. https://doi.org/10.21270/archi.v10i5.5244
Seção
Original Articles